Remédios para FEBRE em bebê, confira indicações

Tudo parece estar correndo bem com seu bebê, mas de repente você percebe que ele está um pouco mais quente do que o normal.

Assim que você leva a mão na sua cabeça, logo percebe que ele está com febre e então, bate o desespero. O que fazer nessa hora?

É bem verdade que por se tratar de um bebê, a preocupação é natural em caso de febre, mas ninguém precisa se desesperar e sair logo correndo em busca de um médico, pois nem sempre é motivo para tanto.

Não é porque a febre surge no bebê que precisamos logo imaginar que ele se encontra adoentado. Embora, exista essa possibilidade, por vezes, não passa de um desconforto, até mesmo pelo calor excessivo.

Portanto, se acontecer alguma alteração na temperatura do corpo da criança, observe primeiramente se ele não está por demais agasalhado.

Ademais, se existe algo mais complicado acontecendo, certamente a criança vai perder o ânimo e ainda apresentar alguma irritação.

Entretanto, quando, de fato, essa preocupação tem razão de ser, é preciso buscar pela ajuda de um pediatra.

Não se trata de uma regra, mas, por vezes é necessário optar por remédios para febre em bebê que o médico irá recomendar.

O que precisamos saber sobre a febre:

 

Para não desesperar, é importante conhecer um pouco sobre os sintomas da febre que, de fato, poderão preocupar. Veja abaixo:

Um bebê que se alimenta com o leite materno tem a temperatura corpórea maior do que a de uma pessoa adulta.

Costumeiramente, na criança, o intervalo normal varia de 36,5ºC nas primeiras horas da manhã e 37,2ºC à tarde.

  • Certamente é comum as crianças, a começar pelos bebês,  apresentarem variação de temperatura. Isso pode ocorrer se acaso, eles se encontram com excesso de roupas.
  • Todavia, a febre não é uma doença, mas sim, um alerta de que algo de errado está acontecendo.

A febre é um mecanismo em nosso corpo que indica quando o sistema imunológico está lutando contra uma possível infecção.

  • Por certo, em caso de febre em bebê, o cuidado sempre deve ser ser maior, se esse bebê tiver menos de 3 meses de idade.
  • Como medida preventiva, tenha um termômetro sempre a disposição. Certamente que  uma temperatura acima de 37,8°C exige a visita ao médico com urgência.
  • Por vezes, o bebê pode apresentar febre após tomar uma vacina principalmente as de meningocócica,pneumocócica e tríplice bacteriana.

Nesses casos, precisamos ficar atentos para alguns sintomas que acompanham que, por vezes podem ser graves.

  • Também não devemos esquecer de que, por vezes, a criança pode apresentar febre, apenas por conta do desconforto provocado pelo nascimento dos dentes.

Algumas doenças que podem ser apontadas com a febre nas crianças:

 

  • Febre com tosse – a ocorrência de febre com tosse pode ser doenças como: Gripe, bronquite, sarampo, inicio de uma pneumonia
  • Febre com dor de garganta ou dor no ouvido – nesse caso pode estar acontecendo um princípio de Amigdalite, Laringite, Escarlatina ou Otite média.
  • Febre com erupções vermelhas pelo corpo – esse sintoma pode ser a ocorrência de Rubéola, Escarlatina ou quem sabe a criança tenha pego insolação.
  • Febre acompanhada de vômito – se a febre estiver acompanhada de vômito, é preciso atentar para possíveis problemas estomacais, meningite, ou pode ainda ser gripe.

Soluções caseiras para a febre em bebês

 

Precisamos entender que existem algumas soluções bem caseiras como remédios para febre em bebê isso, se ela não chegar a uma temperatura preocupante. Entre as soluções caseiras que podemos aconselhar estão:

  • Compressas frias – essa é uma solução não muito aceita pelas crianças, mas oferece bons resultados para derrubar a temperatura.
  • As compressas devem ser efetuadas na região abdominal ou nos pés, porém, se a criança sentir-se incomodada demais, melhor não insistir.
  • Banhos – os banhos são mais aceitáveis pela criança, mas é importante cuidar para que não haja o choque térmico na criança. A água precisa estar com uma temperatura pouco abaixo da temperatura da criança e o banho precisa ser rápido para evitar que a criança se resfrie.
  • Massagear o corpinho da criança – mais uma alternativa bastante válida para ajudar a combater a febre no bebê é massagear o seu corpinho com uma esponja macia, isso no momento do banho morno. Depois de alguns minutos de massagem, é preciso secar com cuidado a criança e vesti-la com roupas leves adequadas ao clima.
  • Manter o bebê hidratado – a hidratação é muito importante para combater a febre nos bebês. Por isso, além do banho com a água com temperatura um pouco abaixo da temperatura do bebê, é importante que ela beba água com maior frequência.
  • Roupas leves – Muitas vezes, o problema nos bebês acontece por conta do vestuário, pois este tanto pode ser em excesso com estar faltando.

Os pais ou responsáveis devem ser cuidadosos e inteligentes para que a criança esteja vestida adequadamente para sentir-se bem a vontade.

Por isso, atente para o clima e observe as atitudes da criança. Se ela se sentir incomodada, é preciso saber se ela não está passando calor.

Também não podemos deixar de mencionar os chás caseiros que contribuem com sucesso como remédios para febre em bebê.

Porém, é importante lembrar que eles só podem ser ministrados após os seis meses de vida.

Esse cuidado é por demais importante para não cortar os efeitos benéficos proporcionados pelo leite materno.

Tipos de chás que podem ser oferecidos para a criança

 

Entre as espécies de chás que podemos servir para as crianças podemos destacar:

  • Chá de poejo – preparado na forma de infusão, o chá de poejo é muito benéfico para os bebês, não apenas para acalmar a febre. Rico em nutrientes, esse chá também contribui com as funções digestivas, não apenas para crianças, como também para adultos.
  • Chá de camomila – calmante por natureza, o chá de camomila preparado por infusão é mais uma excelente alternativa natura entre os remédios para baixar a febre do bebê.
  • Erva-cidreira – mais uma alternativa entre os medicamentos naturais, a erva-cidreira é calmante e também contribui para baixar a febre nos bebês.
  • Chá de Macela – a macela é uma erva que apresenta com propriedades Diaforéticas. Portanto, é mais uma alternativa como chá para os bebês.
  • Chá de limão – rico em vitamina C, o chá de limão é especialmente indicado para ajudar a fortalecer o sistema imunológico.

Porém, em se tratando de crianças, é importante atentar para que o chá não fique muito forte.

Nesse caso, ferva a água e depois amorne para então acrescentar 2 colheres (chá) de suco de limão em 1 pequena xícara de água.

Quando possível, procure oferecer o suco de limão puro para a criança. Duas ou três colheres (café) oferecidas 3 vezes ao dia.

Lembrete – mesmo sendo opções em remédios que praticamente não apresentam efeitos adversos, é importante usá-los com moderação.

Esses cuidados são assim recomendados, por se tratar de bebês ou crianças.

Medicamentos químicos

 

Se porventura for de fato, necessário, o médico pediatra vai precisar receitar os remédios para febre em bebê com formulação química.

No entanto, como segurança, todo medicamento, principalmente o químico, deve ser receitado por um pediatra.

Certamente que existem as contra-indicações e efeitos colaterais e isso, deve ser observado, pois poderá complicar ainda mais a saúde da criança.

Entre as opções estão:

Tylenol Bebê

 

Tylenol Bebê é um entre os remédios para febre em bebê medicamento com ação analgésica e antitérmica.

Este medicamento age diretamente no centro regulador da temperatura no sistema nervoso.

Para ser administrado nos bebês, esse medicamento é fornecido na forma de suspensão oral.

Substância ativa nesse medicamento – cada ml de Tylenol Bebê contém 100 mg de Paracetamol.

Como usar esse medicamento – primeiramente, encaixe a seringa dosadora no adaptador no frasco. Encha até o nível correspondente ao peso do bebê.

Em seguida, coloque vagarosamente o líquido na boca do bebê, entre a gengiva e o lado interno da bochecha.

Atenção – apesar de sua eficácia, esse medicamento só deve ser administrado na criança quando a febre for superior a 37,8º C.

Efeitos adversos desse medicamento – os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresenta são:

  • Coceira,
  • Vômitos,
  • Falta de ar,
  • Vermelhidão na pele,
  • Inchaços no rosto ou em outras partes do corpo.

Além disso, antes de recomendar esse medicamento para a criança, o médico deverá atentar para uma condição em que o paciente seja diabético.

Também será necessário observar se esse paciente já não está recebendo tratamento com outro medicamento a base de Paracetamol.

Com o intuito de proteger a criança, esse medicamento não deve ser administrado por mais de 5 dias em caso de dor ou 3 dias em caso de febre.

Também é importante mencionar que se a dor ou febre não aliviar, deve-se buscar por aconselhamento médico.

 

tylenol beb%C3%AA febre em beb%C3%AA 490x490 Remédios para FEBRE em bebê, confira indicações

Dipirona Gotas

 

Dipirona Gotas é mais uma opção entre os remédios para febre em bebê. 

A ação do medicamento pode ser observada em até 60 minutos após a administração.

Na verdade, esse medicamento pode ser administrado em crianças acima de 3 meses de idade.

Substância ativa nesse medicamento – cada ml desse medicamento contém 50 mg de Dipirona Sódica.

Como usar esse medicamento – a recomendação médica para esse medicamento é fornecida de acordo com o peso corporal da criança.

Ademais, a administração de Dipirona Gotas deve ser feita de forma consciente para amenizar os transtornos com os efeitos adversos.

Efeitos adversos desse medicamento – os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar são:

  • Coceira no corpo,
  • Ardência,
  • Inchaço,
  • Problemas com a digestão,
  • Problemas com sangramentos,
  • Falta de ar.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para bebês com sensibilidade à fórmula do medicamento,
  • Para bebês com menos de 3 meses de idade ou menos de 5 kg de peso,
  • Para bebês com deficiência hepática,
  • Para bebês com asma,
  • entre outras situações.

Ibuprofeno Gotas Pediátricas 

 

Ibuprofeno Gotas Pediátricas é mais um entre os remédios para febre no bebê que encontramos no mercado.

O medicamento é recomendado para crianças a partir de 6 meses de vida. Entretanto, somente o pediatra é que deve recomendá-lo.

Substância ativa nesse medicamento – cada ml desse medicamento contém 50 mg ou 100 mg de Ibuprofeno.

Como usar esse medicamento

  • Crianças a partir de 6 meses de vida – a princípio, a dose recomendada varia de 1 a 2 gotas de Ibuprofeno 50 mg para cada kg de peso corporal da criança.

O medicamento deve ser administrado 3 a 4 vezes ao dia, com intervalos de 6 a 8 horas.

  • Crianças com mais de 30 kg – em geral, a recomendação médica é de 40 gotas de Ibuprofeno 50 mg ou 20 gotas de Ibuprofeno 100 mg ao dia.

Efeitos adversos desse medicamento – alguns dos efeitos adversos do Ibuprofeno são:

  • Tonturas,
  • Urticária na pele,
  • Dor de estômago,
  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Prisão de ventre,
  • Falta de apetite,
  • Irritabilidade,
  • Zumbido,
  • Retenção de líquido com inchaço no corpo.
Leia também:
Remédio Infantil para Febre e dor no Corpo, Nomes

Antiinflamatorio para Tendinite no Pé e Tornozelo, Nomes

Antiinflamatório para dor no Braço, dor Muscular, Nomes

Remédio para Bronquite infantil para Criança, Nomes

Xarope infantil para Tosse com Catarro ou tosse Alergica