Remédio e pomada para Herpes Genital (Tratamento)

 

Doenças sexualmente transmissíveis são muito comuns em nossos dias, pois a promiscuidade sexual é cada vez mais presente na sociedade e poucas pessoas têm o devido cuidado para se proteger no momento do ato sexual.

Mesmo com tantas advertências por parte dos órgãos de saúde conscientizando sobre os riscos, ainda assim, o número de pessoas contagiadas aumenta.

Como resultado, muitas pessoas sofrem,  inclusive as crianças. A Herpes Genital é uma dessas doenças e sobre ela, vamos tecer alguns comentários.

Além disso, vamos apontar algumas opções em remédio e pomada para Herpes Genital que os médicos costumam recomendar.

Apesar de recomendadas, as pomadas para Herpes Genital, a princípio, não devem ser a primeira opção como medicamento.

O que acontece é que esse medicamento, não penetra de forma adequada na pele, o que pode dificultar o tratamento.

Dessa forma, o tratamento recomendado, a princípio, será com comprimidos antivirais para diminuir os sintomas.

Posteriormente, se acaso, for necessário, o médico então, irá recomendar o uso de uma pomada específica que ajudará no processo de cicatrização.

 

O que é a Herpes

 

Herpes Genital é uma doença sexualmente transmissível que pode ser contraída pelo contato íntimo tanto vaginal como oral ou anal.

Essa doença costuma ser mais frequente entre os adolescentes e adultos  entre os 14 anos de idade e 49 anos de idade.

O maior problema acontece justamente pela falta de conscientização quanto aos cuidados necessários para a prática do ato sexual.

Infelizmente a Herpes Genital não tem cura. Porém, pode ser tratada para diminuir os sintomas sendo que para isso, deve-se buscar por um médico responsável.

Após os devidos exames para identificar o problema, o profissional da saúde recomendará um remédio e pomada para Herpes Genital.

É muito comum existir certa resistência por parte de homens e mulheres quando se trata de ir ao médico.

No entanto, especialmente em situações como essa, é preciso perder a vergonha e buscar tratamento, o mair rápido possível.

Com toda a certeza, trata-se de uma doença bem perigosa que se não for tratada em tempo, ainda poderá contagiar pessoas inocentes.

O que acontece quando não é tratada

 

Ao ser constatado o contágio por herpes genital, é importante buscar logo por um tratamento adequado. Do contrário, poderão surgir problema como:

  • Infecção de recém-nascidos no momento do trabalho de parto. Danos cerebrais, cegueira e até mesmo são apenas alguns dos riscos.
  • Problemas na bexiga provocados pela presença de feridas na região da uretra que obstruem a saída da urina.
  • Perigo de se contrair Meningite devido à inflamações das membranas e do líquido Cefalorraquidiano presente no sistema nervoso.
  • Inflamação no Reto (Retite) provocada pelo ato sexual anal muito frequente.

Em geral, essas maiores complicações costumam acontecer quando o indivíduo se encontra com o sistema imunológico enfraquecido.

Pessoas que fazem tratamento de quimioterapia, radioterapia ou aqueles que fazem uso de altas doses de Cortisona, certamente contribuem para isso.

Atenção – quando tratada de forma correta, os efeitos positivos começam a surgir a partir do quinto dia de tratamento.

Com isso, a dor começa a amenizar e o processo de cicatrização começa a acontecer.

Porém, se acaso o tratamento não é adequado, a doença evolui e surgem sintomas como:

  • Inchaço na região genital,
  • Vermelhidão,
  • Presença de pus nas feridas.

Também não podemos deixar de mencionar que, quando não existe o cuidado com a manipulação de pomadas sobre as regiões afetadas, a infestação pode se estender para outras áreas do corpo.

 

Cuidados para o momento do parto

 

Quando a mulher se encontra com a infecção  no período de gestação, é importante tratar da doença com maior urgência.

Em situações em que a doença é recorrente na gestante. A menos que as lesões na região da vagina sejam devidamente tratadas, o parto natural não será recomendado. 

Como já mencionamos, existe um sério risco de a criança ser contagiada no momento do parto com sérios riscos de vida.

Quando o tratamento não é eficaz o bastante para conter a infestação, o vírus da herpes pode passar para o bebê causando a Herpes Neonatal.

Nesse caso, a doença pode afetar o sistema nervoso central da criança e até mesmo levá-la a óbito.

 

 

Sintomas apresentados

 

Em geral, os sintomas da presença da doença em mulheres e homens são:

  • Presença de bolinhas vermelhas ou cor-de-rosa na região genital que se rompem depois de 2 dias liberando um líquido transparente.
  • Pele com aparência áspera
  • Dificuldades para urinar
  • Dor, ardor e coceira muito intensa, especialmente no momento de urinar.

Quando surgem os sintomas

 

Geralmente, os sintomas da presença da doença no corpo começam a surgir entre 2 e 10 dias após o contágio e normalmente a primeira crise é mais forte do que as demais.

Nos primeiros dias após o contágio, o indivíduo ainda pode apresentar sintomas diferentes que podem ser confundidos facilmente com os sintomas da gripe, são eles:

  • Febre
  • Dores musculares na parte inferior das costas que se estendem até as nádegas, coxas e joelhos
  • Mal-estar generalizado

O perigo maior ainda é que essa doença pode não apresentar nenhum sintoma e com isso, uma pessoa contagiada poderá passar a doença a outras pessoas sem mesmo saber que isso está acontecendo, especialmente quando não existe a proteção devida para o ato sexual.

 

Pomada Aciclovir

 

Entre as opções em remédio e pomada para Herpes Genital, a pomada creme Aciclovir é uma das melhores recomendações dos médicos.

Esse medicamento na forma de pomada creme é indicado para infecções na pele, herpes labial e genital em casos iniciais ou decorrentes.

 

Substância ativa desse medicamento – cada grama dessa pomada creme contém 50 mg de Aciclovir.

Como usar o Aciclovir creme – em geral, a recomendação médica é que a pomada creme deve ser aplicada na região vaginal até 5 vezes ao dia, respeitando um intervalo de 4 horas sem a aplicação para o período da noite.

Efeitos adversos desse medicamento – entre os efeitos adversos mais comuns apresentados estão:

  • Coceira persistente
  • Descamação da pele
  • Ressecamento da pele
  • Sensação de queimação na pele
  • Ardência na pele

Preço desse medicamento – a bisnaga de pomada creme Aciclovir com 10 gramas tem um valor aproximado de R$ 23,00 reais.

Aciclovir Comprimidos

 

Mais uma opção como remédio e pomada para Herpes Vaginal, os comprimidos de Aciclovir são mais indicados para tratar as infecções recorrentes.

A ação desse medicamento inibe a atividade dos vírus Herpes Simplex do tipo 1 e 2, e de outros vírus.

Substância ativa desse medicamento – cada comprimido pode conter 200 mg ou 400 mg de Aciclovir hidratado.

Como usar esse medicamento – para tratar da herpes vaginal, geralmente o médico vai recomendar 1 comprimido de Aciclovir 200 mg , 5 vezes ao dia com intervalos de 4 horas sem a ingestão no período da noite.

O tratamento deve se prolongar por 5 dias, mas em se tratando de infecções iniciais, o tratamento deverá ser prolongado por mais tempo.

Efeitos adversos – entre os efeitos adversos mais comuns que esse medicamento pode apresentar, citamos:

  • Complicações digestivas como mal-estar e vômitos.
  • Tontura
  • Tremores
  • Perda da consciência
  • Ataques epiléticos
  • Convulsões
  • Febre
  • Quadros de depressão
  • Sensação de cansaço
  • Agitação
  • Alucinações
  • Queda no número de células sanguíneas com risco maior de infecções
  • Hemorragia nasal
  • Surgimento de Hematomas
  • Complicações renais
  • Queda dos cabelos
  • entre outros efeitos.

Preço desse medicamento – uma cartela com 25 comprimidos de Aciclovir 200 mg tem um valor aproximado de R$ 70,00 reais.

Já uma cartela com 30 comprimidos de Aciclovir 400 mg tem um valor aproximado de R$ 190,00 reais.

Remédio Valaciclovir

 

Valaciclovir é mais uma opção como remédio e pomada para Herpes Genital tanto para casos iniciais ou recorrentes.

Felizmente, o organismo absorve grande parte do medicamento. Como resultado, ele é melhor aproveitado não necessitando um tratamento prolongado.

Quando o tratamento é iniciado rapidamente, é possível prevenir as lesões que o contágio pelo vírus pode provocar.

Substância ativa nesse medicamento – cada comprimido desse medicamento contém 500 mg de Cloridrato de Valaciclovir.

Como usar o medicamento – em geral, a dose desse medicamento para adultos é de 500 mg, 2 vezes ao dia.

Para infecções recorrentes, o tempo de tratamento pode ser de 3 a 5 dias seguidos.

Entretanto, para ambas as situações, é importante que se busque pela recomendação segura de um médico responsável.

Efeitos adversos desse medicamento – as reações adversas mais comuns do Valaciclovir são: Náuseas e dor de cabeça.

Contra-indicações – esse medicamento é contra-indicado em situações como:

  • Para pessoas com sensibilidade ao medicamento,
  • Para crianças menores de 12 anos de idade.

Valor desse medicamento – a embalagem com 10 comprimidos de Valaciclovir tem um valor aproximado de R$ 180,00 reais.

Recomendações

 

Como podemos perceber, as opções em remédio e pomada para Herpes Genital apesar da eficácia que prometem oferecer nos tratamentos, também apresentam efeitos colaterais bem diversos.

Por isso, vale muito o ditado que diz: “Melhor é prevenir do que remediar“.

Então, faça tudo o que for possível para não contrair esse ou outros tipos de doenças venéreas. Se for a sua intensão praticar atos sexuais ilícitos, pelo menos saiba se prevenir devidamente.

Com respeito aos preservativos para se prevenir, convém lembrar que nem sempre esse tipo de prevenção vai funcionar de fato.

Ainda que se tenha esse cuidado, na pessoa infectada, podem existir possíveis lesões do herpes localizadas fora da área coberta pelo preservativo.

Ademais, sempre existem os riscos de um preservativo se romper e a proteção deixar de existir.

Nota importante – uma boa notícia com respeito a essa doença é que se for tratada corretamente, geralmente não afeta o filho durante a gravidez.

Entretanto, é importante lembrar também que o vírus da Herpes Genital pode ser transmitido através de lesões orais.

Então, também deve haver muito cuidado com o beijo na criança. Se existir a contaminação, certamente ela corre risco de ser infectada em qualquer momento da vida.

Cuidados extras para prevenir ou tratar

 

Sabendo dos perigos que a Herpes Genital pode oferecer, primeiramente é importante visitar um médico.

Contudo, se não existir maiores riscos e o médico concordar, é possível fazer uso de soluções caseiras para resolver o problema, tais como:

  •   Tomar banho de assento com água fria. O tratamento vai diminuir temporariamente a dor provocada pelas feridas;
  • Evitar o uso de sabão na região genital ou banhos de espuma durante as crises;
  • Se porventura, existir a presença da dor no momento de urinar, deve-se manter os genitais mergulhados em água morna.

Ademais, no caso das mulheres, é importante manter os lábios da vagina para evitar que a urina irrite as lesões e dificulte o processo de cura.

  • Manter a área genital bem higienizada e seca também é por demais importante;
  • Evitar o uso de roupas muito apertadas, principalmente as roupas íntimas;
  • Fazer uso de medicamentos recomendado pelo médico se porventura for necessário.
  • Evitar o contato íntimo durante o tratamento, principalmente se existirem as lesões na vagina.

Essa recomendação é válida mesmo com o uso de camisinhas. Com o atrito na parede vaginal, fica mais difícil que aconteça a cicatrização dessas lesões.