Antibiótico CiproFloxacino, Dosagem, para que Serve, Efeitos

 

Bactérias são muito comuns a começar por aquelas que habitam nosso corpo naturalmente. A princípio, elas são inofensivas, mas quando se multiplicam em grande número, podem causar infecções e oferecer muitos constrangimentos.

Então, quando essas infestações acontecem, às vezes, precisamos fazer uso de alguns medicamentos com ação antibiótica. Porém é preciso ser consciente e sempre buscar por um médico antes de fazer uso desses medicamentos.

Sabemos que quando se trata de medicamentos químicos, sempre existem riscos de efeitos colaterais e contra-indicações. Com os antibióticos não é diferente e só podem ser usados mediante a recomendação médica.

Entre as opções em medicamentos, o antibiótico Ciprofloxacino é uma das alternativas que garante bons resultados. Sobre esse medicamento, vamos então, tecer alguns comentários para torná-lo melhor conhecido.

O que é

Cloridrato de Ciprofloxacino é um medicamento antibiótico sistêmico que pertence ao grupo dos Quinolônios. Esse medicamento age sobre o metabolismo das bactérias bloqueando-o e, com isso, elimina o micro-organismo. 

Ciprofloxacino é eficaz tanto na fase de multiplicação dos micro-organismos como na fase vegetativa. Sua ação é poderosa para diversas espécies desses micro-organismos, tanto os gram-positivo como os gram-negativo.

Substância ativa nesse medicamento – cada comprimido revestido recomendado apenas para o público adulto contém 250 mg ou 500 mg de Ciprofloxacino.

As concentrações séricas máximas de Ciprofloxacino são alcançadas 60 a 90 minutos após ocorrida a sua administração.

Antibiótico Cloridrato de Ciprofloxacino

Para que Serve a medicação

Por ser um antibiótico de largo espectro, Ciprofloxacino é indicado para o tratamento de diversas situações infecciosas, tais como:

  • Infecções no ouvido,
  • Infecção nos olhos,
  • Infecção nos rins,
  • Infecções na pele,
  • Infecções nos ossos,
  • Infecções nos órgãos genitais,
  • Infecções na cavidade abdominal,
  • Infecções no trato respiratório,
  • Infecções nas articulações,
  • Infecções no trato urinário,
  • Infecções generalizadas no corpo.

Como tomar

Os comprimidos de Ciprofloxacino devem ser ingeridos em horários fixos de 8 em 8 horas ou de 12 em 12 horas. Além disso, esses comprimidos não podem ser mastigados ou partidos.

Portanto, para evitar possíveis complicações no tratamento, os comprimidos deve ser ingeridos inteiros e com um pouco de água.

Com respeito a dosagem para esse medicamento, certamente que essa deverá ser recomendada pelo médico responsável. Antes disso, é natural que faça uma clínica do paciente para saber de suas necessidades.

Ademais, o tratamento, para adultos, é sempre definido de acordo com a doença que precisa ser combatida. Sabe-se que quando se trata de antibióticos, o tratamento precisa ser administrado com uma certa cautela.

Para crianças

O Cloridrato de Ciprofloxacino é indicado para crianças quando em tratamentos da Exacerbação Pulmonar Aguda e Fibrose Cística. Nesse caso ela deve estar associada à infecção por Pseudomonas Aeruginosa em pacientes com idade de 5 anos a 17 anos.

Já para outras complicações de saúde nas crianças, o Ciprofloxacino não é recomendado.

Além disso, antes de iniciar o tratamento com Ciprofloxacino para crianças, é preciso avaliar os riscos e benefícios. Sabe-se que esse medicamento pode causar reações adversas nas articulações e nos tecidos adjacentes.

Esse medicamento não precisa necessariamente ser ingerido juntamente com as refeições, pois o estômago vazio favorece a sua absorção.

IMPORTANTE –  Ciprofloxacino não deve ser ingerido com leite ou suco de laranja, prefira sempre um pouco de água.

Atenção – não esqueça que medicamentos antibióticos devem ser ingeridos de forma correta. Qualquer descuido quanto ao seu uso, o tratamento pode se tornar ineficaz.

Como resultado de um tratamento ineficaz, as bactérias podem criar resistência e comprometer ainda mais a saúde do indivíduo. Além disso, ainda pode favorecer a proliferação de bactérias não sensíveis ao medicamento.

Cuidados na administração por via oral

Já citamos que esse medicamento deve ser ingerido inteiro e sem mastigar sempre com um pouco de água. Ainda no que diz respeito a esse medicamento, ele pode ser ingerido junto ou fora das refeições.

Quando ingerido com o estômago vazio, o medicamento é absorvido mais rapidamente. Além disso, Ciprofloxacino não deve ser administrado com produtos lácteos ou bebidas enriquecidas com minerais.

Portanto, nessa hora, é importante ter cuidado com os sucos “enriquecidos” com:

  • Iogurte,
  • Leite,
  • Suco de laranja enriquecido com cálcio,
  • Com ferro,
  • entre outros minerais.

No entanto, no que diz respeito ao cálcio, não devemos confundir com esse mineral encontrado nos alimentos usados na dieta. Na verdade, o mineral encontrado nos alimentos não influencia negativamente na absorção do medicamento.

Por isso, para evitar possíveis falhas na administração desse medicamento por via oral, melhor será ingeri-lo com água apenas.

E se, porventura, o paciente não tem condições de ingerir os comprimidos, ainda existe outra alternativa. Diante dessas dificuldades, o tratamento com Ciprofloxacino poderá ser recomendado na forma injetável.

Lembrando ainda que, uma vez optado pela forma injetável do produto, não existe a necessidade de continuar com o injetável. Ou seja, é possível mudar o tratamento para a forma oral, no momento que se desejar.

Duração do tratamento

Como se trata de um antibiótico, é imprescindível que o paciente atente para as recomendações do médico. Começar o tratamento e desistir dele, antes da hora, além de perder seu efeito, ainda existe o risco de recorrência.

E, se porventura, o problema voltar, nesse caso, as bactérias podem estar mais resistentes ao medicamento. Por outro lado, se insistirmos por mais tempo com o medicamento, também podem surgir complicações.

Por isso, seja consciente e atente às recomendações do médico responsável. Em geral, recomenda-se que o Ciprofloxacino seja administrado pelo menos por 3 dias, após desaparecerem os sintomas.

Ainda no que diz respeito ao período de tratamento estipulado pelo médico, este varia de acordo com a doença que precisará ser tratado.

Veja a seguir sobre essas recomendações

Adultos

  • Para gonorreia aguda não complicada ou cistite – a recomendação é de 1 dia de tratamento.
  • Infecção renal, trato urinário e cavidade abdominal – recomenda-se até 7 dias de tratamento.
  • Osteomielite – o tratamento pode chegar a 60 dias.
  • Infecções provocadas pela bactéria Chlamydia, causadora de doenças venéreas.
  • Infecções provocadas por estreptococos – o tratamento deve durar pelo menos 10 dias para evitar complicações que podem sobrevir.
  • Outras infecções – o período de tratamento pode variar de 7 a 14 dias.

Crianças e adolescentes

  • No caso de exacerbação pulmonar de fibrose cística associada à infecção por Pseudomonas aeruginosa em pacientes com idade de 5 a 17 anos a duração do tratamento varia de 10 a 14 dias.

Atenção – mesmo com essas informações, somente o médico responsável é quem pode recomendar o tratamento específico para cada doença. Antes será necessário a avaliação clínica do paciente.

 

Efeitos Colaterais

O antibiótico Ciprofloxacino pode apresentar uma grande variedade de efeitos adversos entre eles podemos destacar:

  • Náuseas,
  • Vômitos,
  • Diarreia,
  • Urticária na pele,
  • Dor abdominal,
  • Sapinho,
  • Gases,
  • Sensação de cansaço e fraqueza,
  • Dores nas articulações,
  • Tontura,
  • Dificuldade para conciliar o sono,
  • Agitação,
  • Alterações no paladar,
  • entre outros efeitos indesejáveis.

Contra Indicação

Ciprofloxacino é um medicamento contra-indicado nas seguintes situações:

  • Para mulheres grávidas – o uso desse medicamento no período de gestação pode causar lesões ao feto.
  • Para mulheres no período de amamentação – ingerido pelas lactantes, é excretado no leite e provoca danos nas articulações do feto.
  • Para crianças ou adolescentes ainda em fase de crescimento,
  • Para pacientes com sensibilidade à sua fórmula.
  • Para tratar de Pneumonia provocada por Streptococcus pneumoniae. Nesse caso, o medicamento tem eficácia limitada contra a bactéria.

Além disso, o tratamento com Ciprofloxacino precisa de uma autorização específica do médico responsável nas seguintes situações:

  • Pessoas com mais de 65 anos de idade,
  • Pessoas com complicações gastrointestinal,
  • Pessoas com complicações músculo-esquelético,
  • Pessoas que costumam ingerir bebidas alcoólicas,
  • Pessoas que usam outros medicamentos com ou sem receita médica.

Além disso, pessoas que apresentam as seguintes complicações:

  • Problemas com epilepsia,
  • Tendência a convulsões ou que tenham sofrido destas no passado,
  • Pessoas com redução do fluxo sanguíneo cerebral,
  • Pesos com traumatismo craniano ou algum antecedente de derrame.

Diante de condições como essas, Ciprofloxacino só deve ser administrado quando os benefícios superarem os riscos.

Acontece que o uso desse medicamento por esses pacientes, pode provocar reações sobre o sistema nervoso central. O perigo é ainda maior porque essas reações negativos podem ser irreversíveis.

Outras recomendações sobre o tratamento

Durante o tratamento com o antibiótico Ciprofloxacino, o paciente precisa ficar atento a alguns cuidados, tais como:

  • Tomar um cuidado redobrado ao dirigir veículos ou máquinas, melhor mesmo seria não fazê-lo. Esse medicamento provoca sensação de cansaço e fraqueza extrema e, nesse caso, certamente será perigoso dirigir.
  • Durante o tratamento é importante que o paciente procure evitar uma exposição direta e com excesso aos raios do sol. Uma das reações adversas nesse medicamento pode, nesse caso causar algumas manchas na pele devido à sensibilidade a luz solar.
  • Por se tratar de um antibiótico, o tratamento com Ciprofloxacino não deve ser interrompido sem a recomendação do médico responsável.  Vale relembrar que a dosagem e os horários de administração do medicamento devem ser rigorosamente respeitadas.

Como agir quando a administração for esquecida

Caso o paciente esquecer de tomar uma dose do Ciprofloxacino, deve tomar essa dose assim que lembrar. Porém, se o horário da próxima dose estiver próximo, ignorar a dose esquecida e esperar pela dose seguinte.

As doses desse medicamento nunca devem ser administradas em dobro ou em horários muito próximos. Como resultado da administração de forma errada, existem riscos de danos para a saúde e o enfraquecimento do sistema imunológico.

Ao visitar o médico – é importante que o paciente ao visitar o médico fale de todos os sintomas presentes. A partir disso, o médico poderá tomar uma posição e começar a identificar o problema.

Ademais, pacientes que sofrem de doenças crônicas que estão ou não sendo tratadas, devem relatá-las ao médico. Mas enfim, é importante falar tudo para o médico.

Cada informação do paciente passada para o médico, poderá ser útil para que o tratamento seja recomendado corretamente.

Nomes Comerciais e Preço

  • Ciprocilin – a embalagem com 14 comprimidos de 500 mg tem um valor aproximado de R$ 39,00 reais,
  • Proflox – a embalagem com 14 comprimidos de 500 mg tem um valor aproximado de R$ 58,00 reais,
  • Quinoflox – a embalagem com 10 comprimidos de 500 mg tem um valor aproximado de R$ 57,00 reais.

Alguns cuidados mais ao usar o Ciprofloxacino

Por conta de reações adversas ou riscos de ineficácia do Ciprofloxacino, esse antibiótico não deve ser usado em combinação com alguns medicamentos. Conheça um pouco mais:

  • Usar Ciprofloxacino e Probenecida (tratamento complementar de infecções), aumenta a concentração de Ciprofloxacino no sangue.
  • A Metoclopramida para vômitos e náuseas, acelera a absorção do Ciprofloxacino. Como resultado disso, atinge a concentração máxima no sangue mais rapidamente do que deveria.
  • Usar Ciprofloxacino e Omeprazol ao mesmo tempo, pode diminuir os efeitos do Ciprofloxacino.
  • O Ciprofloxacino e a Tizanidina (relaxante muscular) não devem ser administrado juntos. Isso acontecendo podem haver uma concentração maior de Tizanidina no sangue.

Além disso, a concentração maior desse medicamento no sangue, aliado às reações adversas, podem provocar sonolência e queda na pressão.

  • Usar a Teofilina (medicamento para Asma) juntamente com Ciprofloxacino pode provocar efeitos adversos muito severos. Ademais, apesar de ser mais incomum, em alguns casos, essas reações podem levar o indivíduo à óbito.

Mas se mesmo assim, o uso da Teofilina for necessário, a concentração desta no sangue precisa ser monitorada pelo médico. Além disso, a dosagem de Teofilina recomendada para o paciente deverá ser reduzida.

Enfim, esses são apenas alguns medicamentos que, de fato, devem ser evitados para usar ao mesmo tempo como Ciprofloxacino. Todos nós sabemos que quando se trata de medicamentos químicos, deve-se observar todos os cuidados necessários.