Dieta Cetogênica, Cardápio, Alimentos, Receitas

De alguns anos para cá, cresce o número de interessados em uma dieta que se mostre eficaz para emagrecer, pois infelizmente o aumento de pessoas obesas tem crescido cada vez mais.

O mercado tem oferecido muitas opções em soluções para resolver o problema com o sobre-peso, mas bem sabemos que não é tão simples assim devolver ao corpo o seu peso natural.


Além disso, ninguém consegue os melhores resultados, sem um mínimo de esforço e isso, muitas vezes é o grande problema.

Por isso, vamos aqui tecer alguns comentários sobre a dieta que consiste em cortar carboidratos, considerada uma das boas opções para se alcançar o peso ideal.


Diferente de uma dieta frequentemente recomendada, a Dieta Cetogênica, conhecida já há muitos anos, era bem valorizada no passado quando recomendada para tratar de crianças que sofriam de Epilepsia Refratária, ou seja, quando nenhum medicamento favorecia o tratamento.

A partir do ano de 1940, quando começam a surgir os medicamentos para tratar as convulsões, a dieta caiu em desuso, pelo menos para tratar de Epilepsia, mas hoje é bem recomendada para quem pretende perder peso.

Vamos então apresentar esse tipo de dieta para que nosso amigo leitor, apresentando suas vantagens e desvantagens enquanto tornamo-la melhor conhecida.

O que é a dieta

A Dieta conhecida como Cetogênica é um tipo de dieta onde se propõe reduzir repentinamente a quantidade de carboidratos ingeridos enquanto se aumenta o consumo de gorduras e também o consumo de proteínas.

A intenção com essa dieta é fazer com que haja uma escassez no fornecimento de carboidratos e assim forçar o fígado a quebrar a gordura proveniente dos alimentos e também do tecido adiposo em ácidos graxos e corpos cetônicos transformando-os em energia. Com isso, aumenta-se os níveis tanto dos ácidos graxos como dos corpos cetônicos no sangue.

Esse tipo de dieta é muito recomendada, tanto para a perda de peso mais acelerada como para alguns tratamentos contra o câncer, pois como se sabe, as células cancerígenas se alimentam principalmente de carboidratos.

Porém, é preciso reconhecer de que alguns esforços precisarão ser feitos e, mais do que isso, uma mudança nos hábitos de vida que envolve a alimentação, as atividades físicas e outros hábitos saudáveis que a maioria dos seres humanos insistem em recusar.

O que é a Cetose

Para facilitar nosso entendimento sobre a dieta a qual denominamos de Cetogênica precisamos entender o que é, de fato a Cetose.

A principal alimentação desta dieta vem de alimentos ricos em gorduras

Denomina-se Cetose o processo de liberação de corpos Cetônicos que ocorre por conta da decorrência da Lipase, nome que é dado no processo de queima de gordura na forma de energia.

Pense assim; quando em uma dieta alimentar, deixamos de ingerir alimentos com carboidratos, a produção de glicose pelo organismo é diminuída o que provocará uma carência de energia. Por conta disso, o organismo vai procurar outra forma de produzir essa energia e dar sustentação às necessidades do ser humano.

Então, na falta dos carboidratos, o organismo vai usar da gordura estocada para transformá-la em energia com um quadro de Citose. Essa reação natural do organismo, resultará em perda de peso de uma forma saudável.

Como a Dieta Cetogênica é feita

Como já adiantamos, esse tipo de dieta envolve a redução drástica no consumo de carboidratos nos alimentos que, nesse caso, participarão com no máximo 15% das calorias diárias.

Para que haja a compensação, será necessário um aumento maior no consumo de gorduras (saudáveis) que podemos encontrar nos alimentos naturais como o coco, abacate, azeite de oliva, amendoim, nozes, amêndoas ou mesmo no creme de leite.

Ademais, deve-se ingerir aproximadamente 30% de proteínas na alimentação e, nesse caso, mesmo não sendo os mais recomendáveis, pode ser incluído a carne, peixes e frangos, tanto para o almoço como para o jantar e mais os ovos e queijos para a hora do lanche.

Nota – nunca é demais advertir de que ao buscarmos pelos alimentos recomendados para a dieta, estes devem ser escolhidos com cuidado, levando-se as qualidades nutricionais que oferecem. De nada adianta abster-se de certos tipos de alimentos e não nutrir o corpo do que ele, de fato, necessita para ser saudável.

Tipos da dieta e Calorias diárias

Existem pelo menos 3 tipos de dieta do tipo Cetogênica. Com isso, fica mais fácil adequar a dieta correta de acordo com os objetivos que se pretende alcançar.

O organismo do ser humano funciona de formas bem diferenciadas, especialmente quando se trata do metabolismo, daí, a necessidade de adequar o melhor tipo de dieta.

Com respeito ao número de calorias diárias, para quem faz a dieta do tipo Cetônica, essa é uma preocupação que não precisa existir. Quando essa dieta é feita de forma correta, não acontecerá os excessos de calorias e essas, ficarão assim distribuídas:

  • Calorias provenientes das gorduras, 60 a 75%,
  • Calorias provenientes das proteínas, 20 a 30%,
  • Calorias provenientes dos carboidratos, 5 a 10%.
Dieta Cetogênica Padrão

Esse tipo da dieta, é rica em gordura e mais pobre em carboidratos e moderado em proteínas. Esse é o tipo de dieta que é recomendado para pessoas que pretende perder peso e é consciente quanto a necessidade de combinar a dieta com as atividades físicas diárias.

Por isso, pessoas que costumam fazer caminhadas ou praticar ciclismo, por exemplo, obtêm bons resultados fazendo esse tipo de dieta.

Para esse tipo da dieta, deve-se respeitar o consumo de até 30 gramas de carboidratos por dia, mas esse limite varia de pessoa para pessoa. Por isso, não basta querer fazer a dieta, antes disso, deve-se buscar pelo aconselhamento médico para saber como agir.

Além disso, alguns tipos de frutas, amidos, açúcares adicionadas e outros alimentos que são ricos em carboidratos líquidos, devem ser evitados.

Para não errar no momento de preparar as refeições, procure montá-las da seguinte forma:

  • 75% de gordura,
  • 20% de proteínas,
  • 5% de carboidratos.

Nessa alimentação, vale lembrar que os carboidratos simples, ou seja, de fácil absorção, não devem entrar no cardápio. Ademais, quando se fala em proteínas e gorduras, mesmo sendo aceitáveis, não se deve dar prioridade para alimentos de origem animal.

Dieta Cetogênica Direcionada

Para esse tipo da dieta, aconselha-se a ingestão de carboidratos 30 a 60 minutos antes do horário de treinos e, depois disso, seguir pela dieta Padrão em todos os outros momentos.

Com esse tipo da dieta, é possível manter o desempenho nas atividades de alta intensidade e promover o reabastecimento de glicogênio sem comprometer a Cetose por longos períodos de tempo.

Esse tipo da dieta é recomendada para pessoas que precisam de carboidratos para melhorar o desempenho nas atividades físicas, mas não desejam ou não podem ingerir o carboidrato por mais tempo como é exigido na dieta do tipo Cíclica.

Além disso, é recomendado para  pessoas que estão começando a se dedicar às atividades físicas e que não estão preparadas para realizar a quantidade de exercícios necessários para tirar o melhor proveito de uma dieta do tipo cetônica cíclica.

Dieta Cetônica Cíclica

O tipo Cíclica da dieta consiste em uma combinação inteligente quando por alguns dias, o indivíduo deverá equilibrar o consumo de carboidratos com uma dieta do tipo Padrão. Esse tipo de dieta é mais recomendada para pessoas praticantes de atividades de alta intensidade com regularidade.

Praticantes de esportes diversos ou os fisiculturistas são exemplos de indivíduos que podem fazer esse tipo de dieta, pois esse tipo de atividades intensas exige mais carboidratos para serem transformados em glicose e depois em energia para que os treinamentos sejam otimizados.

Para entender melhor essa condição, a dieta consiste em separar um ou dois dias na semana para suprir o organismo com  o consumo de carboidratos e repor os níveis de glicogênio. Dessa forma, existirá glicose suficiente para ser transformada em energia para dar sustentação a cada atividade física mais intensa.

 Porque Ajuda Emagrecer

Sabemos que os carboidratos são a principal fonte de energia para o organismo, pois é através deles que se obtém a glicose. Quando ocorre um corte brusco dessa fonte de energia, o corpo vai precisar buscar por energia de outras fontes e, nesse caso, usará o estoque que ele próprio possui.

Dessa forma, quando essa gordura utilizada das próprias reservas é transformada em energia para o corpo, o indivíduo vai alcançar os resultados com a perda de peso.

Os resultados são impressionantes, você vai perder cerca de 5 kg por semana

Porém,  não devemos deixar de mencionar que nesse processo, podem existir alguns reveses, pois com a queima de gordura, ocorre a liberação de corpos cetônicos que quando em níveis mais altos, provocam náuseas e vômitos.

Quanto vou emagrecer

A quantidade de peso que o indivíduo vai perder com a dieta, varia por conta de alguns fatores. Sabemos que o metabolismo do ser humano funciona de forma diferente de uma pessoa para outra e, além disso, é deve-se levar em conta a disposição de cada indivíduo em levar a dieta a sério.

Mas quando tudo funciona dentro das regras indicadas para a dieta respeitando-se os cuidados com a saúde alimentar, geralmente a perda de peso equivale a 1 kg por dia.

Também precisamos nos conscientizar de que, em se tratando de dieta alimentar, não existe uma fórmula milagrosa para perder peso facilmente, é preciso determinação.

Por isso, mais do que condicionar-se a fazer a dieta por um determinado período de tempo, é preciso fazer uma reeducação alimentar. Nesse caso, dar prioridade aos alimentos realmente saudáveis é imprescindível e, ademais, não se deve descuidar das atividades físicas frequentes.

Grupos alimentares e o consumo diário

Já adiantamos de como deve ser distribuído os alimentos na alimentação diária, mas sempre é importante relembrar e, nesse caso, observe:

  • 75% de gordura,
  • 20% de proteínas,
  • 5% de carboidratos.

Levando-se em conta os percentuais citados acima, é importante buscar por opções em alimentos mais saudáveis. Existem muitas opções em alimentos ricos em nutrientes que contribuem com a saúde do organismo de uma forma geral.

Infelizmente, a mídia exerce grande influência para o consumo de alimentos industrializados que, a curto, médio ou longo prazo causam grandes danos ao organismo e, por isso, devem ser evitados, mesmo que a custa de sacrifícios.

Alimentos Permitidos

Entre as opções entre os alimentos que podem ser ingeridos na dieta Cetogênica podemos recomendar:

  • Carnes – carne vermelha como o bife bovino, frango e peru (apesar de serem liberados, devem ser ingeridos com moderação, pois esse tipo de alimentos é de difícil digestão.
  • Peixes – opções como a Truta, Atum, Cavala e também o Salmão, são recomendados também com certa moderação e além disso, é importante atentar à sua procedência.
  • Ovos – alimento menos prejudicial para a saúde entre os de origem animal, mas é importante optar pelos ovos caipiras (orgânicos).
  • Queijos – sobre esse alimento, recomenda-se aqueles não industrializados.
  • Nozes e sementes diversas – estes são bem recomendados. Entre eles podemos citar as amêndoas, sementes de chia, sementes de abóbora, nozes, amendoim, castanhas, entre outros.
  • Vegetais – folhas verdes, tomate, cebolas, entre outros vegetais, todos são bem vindos na dieta. Esse tipo de alimentação, quando bem preparada é indispensável especialmente para quem deseja perder peso.
  • Condimentos – os condimentos devem ser usados com moderação, especialmente quando se trata do sal e pimenta. Ervas finas, preferencialmente frescas, sempre são bem vindas, quando usadas como “tempero”apenas.
  • Óleos vegetais – azeite de oliva extra virgem, óleo de coco, óleo de abacate, óleo de gergelim, entre outros, são sempre os mais recomendados.
  • Água pura – reconhecido como um alimento que não deve faltar, a água precisa ser ingerida sempre no intervalo das refeições principais. Nesse caso, habitue-se a ingerir esse líquido precioso, pelo menos 30 minutos antes das refeições ou então pelo menos 2 horas após elas.

Lembrete – nos primeiros 6 dias da dieta, é imprescindível que os carboidratos de qualquer tipo sejam ignorados, pois o organismo precisa aceitar a fonte de energia estocada no corpo na forma de gordura.

Proteína animal, gorduras não industrializadas, são os principais destaques dos cardápios

Depois desse período, já é permitido a ingestão de carboidratos complexos que são ricos em fibras, nunca os carboidratos simples (industrializados). Porém é preciso observar as regras determinadas para a dieta do tipo Cetônica Cíclica, mencionada acima.

Alimentos que podem ser inseridos na dieta do tipo Cíclica
  • Arroz integral – esse alimento vai patrocinar mais força aos músculos nos momentos de contração muscular. Por ser rico em fibras, com certeza ele contribuirá com a perda de peso, além de contribuir com a redução do volume do volume corporal na região abdominal.
  • Aveia – mais um alimento rico em fibra solúveis e insolúveis, o consumo de aveia, alimenta sem consumir muitas calorias e nesse tempo, aumenta a sensação de saciedade sem comprometer a saúde.
  • Frutas com baixo índice glicêmico – opções como cerejas, morangos, maçãs e as ameixas, podem contribuir bastante com a dieta, uma ótima opção para a hora do lanche.
  • Pão integral – o consumo de pão integral com moderação, provoca uma quebra de carboidratos mais lenta. Dessa forma, os níveis de glicemia no sangue é melhor controlada, sem maiores dificuldades.
  • Macarrão integral – o macarrão integral, assim como os pães integrais, preservam as propriedades nutricionais do trigo. Graças a quantidade de fibras na massa, a digestão é mais lenta e os nutrientes são melhor aproveitados.
  • Quinoa – uma semente rica em fibras, assim como os cereais integrais, o uso desse alimento dificulta a metabolização para serem transformadas em glicose, causando a sensação de saciedade e evitando os picos de insulina.
  • Batata-doce – esse tubérculo fornece energia através de carboidratos saudáveis sem elevar os níveis de glicose no sangue. O consumo de batata-doce é muito recomendado para pessoas que costuma malhar.

Alimentos Proibidos na dieta Cetogênica

Entre os alimentos não recomendados para a dieta do tipo Cetônica podemos mencionar:

  • Alimentos açucarados – um dos grandes vilões da saúde, opções como refrigerantes, suco de frutas processados, bolo, sorvetes, doces em geral devem ser abolidos.
  • Grãos ou amidos – nesse caso, o problema maior são os alimentos processados (refinados) derivados do trigo, arroz e outros cereais. Em alguns casos, quando se trata do integral, podem sim ser incluídos no cardápio, sempre com moderação.
  • Frutas – frutas com um alto teor de glicose devem ser evitadas. Entre elas, aquelas que contém mais massa e menos sumo como é o caso das bananas, por exemplo.
  • Bebidas alcoólicas – devido ao alto teor de carboidratos, a maioria das bebidas alcoólicas podem comprometer o estado de citose e consequente atrapalhar a dieta.
  • Alimentos com baixo teor de gordura saudável.
  • Tubérculos – batatas, batata-doce, cenouras (salvo no caso de uma dieta do tipo cetônica cíclica).
  • Gorduras insalubres – óleos vegetais processados, maionese, também não devem ser utilizados.
  • Leguminosas – opções como ervilhas, feijões, grão-de-bico, lentilhas, também devem ser evitados.

Quem não pode fazer essa dieta

Algumas situações que podem tornar a dieta desaconselhável:

  • Pessoas portadoras de Diabetes – nesse caso, não que a dieta seja de fato, prejudicial, pelo contrário, é muito benéfica. Porém, a menos que o médico responsável acompanhe o paciente de perto, não se recomenda, pois existe o risco de ocorrer uma queda demasiada nos níveis de glicose no sangue.
  • Para crianças em fase de crescimento – nesse caso, a dieta Cetogênica pode ser mais prejudicial do que benéfica e, por isso, melhor é optar por outra solução para perder peso.
  • Pessoas com histórico de pedras nos rins – nesse caso, é ainda mais importante o acompanhamento médico, pois as cetonas são muito ácidas e promovem o aumento no ácido úrico e do oxalato de cálcio favorecendo a formação das pedras renais.
  • Pessoas que já não possuem a vesícula biliar – sem a vesícula biliar, o fígado ainda produz a bile, porém, não se trata de um fluido mais concentrado, o que dificulta a digestão da gordura dos alimentos.
  • Para atletas em pleno período de competições – nesse caso, o perigo maior é nos primeiros dias da dieta quando não se pode ingerir nenhum carboidrato. Nesse período poderá haver uma dificuldade maior até que o organismo se acostume a utilizar o estoque de gordura no corpo para produzir energia.
  • Para mulheres no período de amamentação – na produção de leite materno a mulher precisa de uma quantidade maior de carboidratos e proteínas. Por isso, fazer essa dieta, nesse período não é a melhor ideia, pois poderá dificultar a produção desse alimento para o bebê.
  • Para mulheres no período de gestação – não existe nenhuma garantia de que a dieta do tipo Cetogênica possa, de fato, causar danos ao feto. Sabe-se que os carboidratos nesse período são importantes tanto para a gestante como para o feto.
  • Pessoas com mais de 65 anos,
  • Pessoas com doença cardiovasculares ou cerebrovasculares,
  • Pessoas que fazem tratamentos com Cortisona.

Por isso, a contra-indicação, nesse caso, é mais por segurança, para garantir o bom desenvolvimento do bebê.

Os perigos de fazer a dieta

Não podemos deixar de mencionar que existem alguns riscos para quem pretende fazer uma dieta do tipo Cetogênica. Por isso, vamos mencionar sobre alguns desses perigos>

  • Riscos de uma Hipoglicemia – pode-se dizer que esse é um dos principais riscos para o ser humano que irá provocar alguns sintomas bem desagradáveis, tais como: Náuseas, vômitos, sensação de fraqueza, vertigens, obstipação intestinal, sonolência.

Além disso, por conta também desses sintomas, o indivíduo pode sentir-se desencorajado a persistir com a dieta.

  • Pessoas que aderem a essa dieta, precisam aderir também a um novo estilo de vida, especialmente com respeito aos cuidados com a alimentação. Descuidos com a maneira de se alimentar, pode causar um efeito sanfona e, depois de alcançados os objetivos, o problema voltar com maior intensidade.
  • Pessoas que aderem à dieta do tipo Cetogênica, por conta da gordura ingerida, correm risco de sofrer com o colesterol, especialmente quando a proporção de gordura ingerida não for, de fato, a mais adequada.
  • Esse tipo de dieta não é recomendada por um período por demais prolongado.

Existe o risco de complicações pela carência de nutrientes e, por isso, a dieta deve ser planejada com consciência e sempre com a supervisão de um médico ou nutricionista competente para assegurar os melhores resultados.

O risco de ter Câncer

Apesar de não existir uma definição da relação entre câncer e dieta Cetogênica, já existem fatos que comprovem o benefício da dieta para tratar ou prevenir alguns tipos de câncer.

A ciência comprova que as células do organismo humano se alimentam tanto de glicose (carboidratos) como de gordura. Porém, as células cancerígenas só se alimentam de glicose, nunca de gordura e, nesse caso, a falta de glicose no corpo, dificulta a alimentação dessas células, levando-as a morte.

Pouca gente se dá conta disso, mas o excesso de carboidratos no organismo, especialmente os carboidratos simples, não tem nada de bom para oferecer. Por isso, eles são importantes sim, mas em níveis adequados no organismo e, nesse caso, precisamos admitir de que, a dieta do tipo Cetônica quando feita de forma consciente, dificilmente será motivos de um câncer.

Cardápio de 1 Semana

Na verdade, não existe um cardápio bem definido para a dieta do tipo Cetogênica, pois isso varia do metabolismo de cada pessoa. Além disso, o cardápio vai depender da necessidade e dos objetivos de cada indivíduo e, por isso, antes de tudo, é imprescindível que se busque ajuda de um médico ou nutricionista.

Para que você tenha uma noção do que se pode incluir no cardápio para a dieta do tipo Cetônica, vamos então ao cardápio para a semana:

Primeiro dia da dieta
  • Café da manhã – 2 ovos mexidos com 50 gramas de peito de peru e manteiga,
  • Lanche da manhã – 2 ou 3 castanhas-do-pará,
  • Almoço – 1 bife de 150 gramas, 2 porções de brócolis e saladas verdes temperadas com azeite de oliva e limão,
  • Lanche da tarde – morangos in-natura e 1 xícara de chá de hibisco (pode ser frio),
  • Jantar – salada verde temperado com azeite de oliva e limão e mais 1 porção de salmão grelhado.
Segundo dia da dieta
  • Café da manhã – 2 ovos mexidos com presunto,
  • Lanche da manhã – 1 copo de chá-verde com limão, sem açúcar ou adoçante,
  • Almoço – 3 castanhas de nozes, metade de um abacate, 100 gramas de filé de peixe grelhado, salada verde (se preferir),
  • Lanche da tarde – 1 laranja que deve ser ingerida com o bagaço,
  • Jantar – 150 gramas de filé de frango grelhado, salada de folhas verdes, uma pequena porção de castanhas de caju.
Terceiro dia da dieta
  • Café da manhã – 1 copo de vitamina preparada com leite de aveia e abacate,
  • Lanche da manhã – 2 ou 3 castanhas-do-pará,
  • Almoço – Lasanha de abobrinha com carne e molho de tomate fresco regado com azeite de oliva extra-virgem e saladas verdes a escolher,
  • Lanche da tarde – 1 copo de chá-verde com limão sem açúcar ou adoçante,
  • Jantar – omelete preparado com 2 ovos, palmito, salsinha e alho poró com brócolis refogado temperado com azeite de oliva no final.
Quarto dia da dieta
  • Café da manhã – castanha-do-pará, amêndoas, castanha de caju ( faça uma mistura com um pouco de cada),
  • Lanche da manhã – metade de um abacate in-natura,
  • Almoço – 200 gramas de filé de frango grelhado e saladas verdes temperadas com azeite de oliva extra-virgem.
  • Lanche da tarde – 1 laranja ingerida com bagaço,
  • Jantar – 1 filé de peixe grelhado, salada de abacate com folhas verdes temperada com azeite de oliva e limão.
Quinto dia da dieta
  • Café da manhã – vitamina de abacate com leite de arroz,
  • Lanche da manhã – uma pequena porção de morangos in-natura,
  • Almoço – 250 gramas de filé de salmão grelhado salpicado com linhaça dourada ou gergelim, aspargos refogados temperados com azeite de oliva extra-virgem.
  • Lanche da tarde – 1 copo de chá-verde sem açúcar ou adoçantes e 2 ou 3 castanhas-do-pará.
  • Jantar – 200 gramas de bife de carne ao molho de queijo, salada de alface ou repolho roxo temperado com azeite e mais 1 laranja que deve ser ingerida com bagaço.
Sexto dia da dieta
  • Café da manhã – 2 ovos mexidos com manteiga, queijo de minas e mais 1 fatia de mamão,
  • Lanche da manhã – 150 ml de iogurte natural combinando com linhaça ou gergelim,
  • Almoço – filé de frango ao molho, salada de couve ou brócolis refogado temperado com azeite de oliva extra-virgem e pouco sal.
  • Lanche da tarde – morangos e creme de leite,
  • Jantar – 150 gramas de filé de peixe, salada de brócolis refogado temperado com azeite de oliva extra-virgem.
Sétimo dia da dieta
  • Café da manhã – 3 ovos cozidos, 1 xícara de chá de hibisco sem açúcar ou adoçante,
  • Lanche da manhã – 1 fatia de mamão bem generosa,
  • Almoço – filé de peixe grelhado, salada de folhas verdes temperadas com azeite de oliva e limão, 1 tomate in-natura,
  • Lanche da tarde – 2 ou 3 fatias de queijo magro,
  • Jantar – lasanha de berinjela preparada com molho de tomate fresco, salada verde temperada com azeite de oliva extra-virgem.

Nota – ao usar o azeite de oliva extra-virgem, sempre que possível, deixe para adicioná-lo apenas no final, evitando que passe pelo processo de aquecimento, pois é mais saboroso e assim, não perderá seus nutrientes.

Por quanto tempo fazer a dieta Cetogênica

Com respeito ao período para a dieta, esse pode ser relativo, pois vai depender do quadro que cada indivíduo apresenta e dos resultados que se deseja alcançar.

Sabe-se que no começo da dieta é complicado, pois o individuo precisa acostumar o organismo sem o carboidrato. Mas a partir do momento em que ocorre a Citose, começa o ganho de massa muscular e a perda de peso.

Por isso, com um período de dieta bem feita de até 30 dias, pode ser o suficiente, desde que, a partir daí, o indivíduo se conscientize de que deve se submeter a uma reeducação alimentar.

Depois de 30 dias, basta seguir com os cuidados para não se exceder com os carboidratos e assim, combinando uma alimentação correta com atividades físicas regulares, ficará fácil manter o peso e até mesmo perder um pouco mais.

Depois que o organismo estiver acostumado com poucos carboidratos saudáveis, as dificuldades para manter o peso praticamente não existirão mais.

Café da manhã para Dieta Cetogênica

Com respeito aos alimentos que podem ser ingeridos no café da manhã durante a dieta, podemos dizer que ele deve consistir de proteínas saudáveis que vão sustentar o corpo até a próxima refeição mais consistente.

Para quem prefere alimentos de origem animal, o apresuntado de frango ou peru é uma boa recomendação, mas os ovos mexidos, com certeza são ainda melhores.

Além disso, podemos investir em uma alimentação a base de frutas frescas, iogurte natural, água de coco, e gordura saudável para o preparo dos alimentos, tais como a gordura de coco ou azeite de oliva extra-virgem, por exemplo.

Também podemos aproveitar os nutrientes encontrados nas castanhas que são ricas em proteínas, porém, mais saudáveis do que os alimentos de origem animal. Mesmo assim, deve-se cuidar com os excessos.

Quando for permitido algum carboidrato, prefira os carboidratos complexos, nunca os carboidratos simples.

Almoço para Dieta Cetogênica

Para grande maioria da população, erroneamente o almoço é considerado a principal refeição do dia. Nesse caso, as carnes marcam presença constante no cardápio.

Porém, é importante que se diga que, mesmo sendo ricas em proteínas, todo tipo de carne é de difícil digestão, tanto que, todo bom profissional médico, consciente de sua responsabilidade vai desaconselhar o seu consumo.

Mas, se mesmo assim, a carne precisa estar presente, busque por opções com pouca gordura, pois esse tipo de gordura é muito nociva ao organismo humano. Opte por tipos de carne magra e prepare-a na forma grelhada que é menos mal.

Além de uma porção de carne com no máximo 15o gramas para o almoço, prefira o consumo de legumes e verduras bem preparadas para o consumo.

Jantar da dieta Cetogênica

O conselho para a boa saúde é que o jantar deve ser composto de alimentos saudáveis, porém, leves e de fácil digestão. Porém, bem sabemos que a grande maioria das pessoas não leva em conta esse conselho.

Por isso, procure jantar cedo da noite, pois é preciso que a digestão dos alimentos seja feita antes que você vá para a cama, uma ótima dica para quem preza pela saúde.

Com respeito a dieta para perder peso, prefira o consumo de frutas para o jantar. Além disso, pode até provar de um filé de frango ou peixe grelhado, desde que a porção seja pequena.

Nos dias da dieta em que se permite carboidratos, prefira os alimentos integrais que ajudam na digestão e ainda inibem a fome.

Mas enfim, alimente-se de forma correta, sempre sem excessos, especialmente no período da noite.

Talvez você ainda não saiba, mas…

Talvez você ainda não saiba, mas assim como o nosso corpo precisa descansar, também o nosso sistema digestório tem essa necessidade. Por isso, é importante fazer a ultima refeição da noite mais cedo e, se acaso precisar, faça uma caminhada logo após o jantar, pois essa atitude irá contribuir para que a digestão acelere.

Além disso, é importante acordarmos pela manhã sentindo fome, pois esse sintoma estiver presente, muito provavelmente iremos nos sentir mais dispostos para o novo dia. Nesse caso, bastará o café da manhã para nos sentirmos saciados.

Quando porém, acordamos cansados e com uma sensação de peso na barriga, algo errado fizemos no dia ou noite anterior e certamente, isso contribui para o ganho de peso involuntário.

Lanches para o meio da manhã e o meio da tarde

Quando se fala de lanche, logo nos vem a mente, uma refeição leve rápida, não é mesmo? Pois então, faça bom proveito de sucos naturais de frutas com baixo índice glicêmico com o bagaço, frutas in-natura também pobre em glicose.

Nos dias em que é permitido ingerir carboidratos, opte por 1 ou 2 fatias de pão integral com apresuntado de frango, por exemplo, sempre cuidando para não se exceder.

Nota – especialmente para o horário das refeições mais consistentes, tenha o hábito de não ingerir líquidos junto com os alimentos. Esse mau-hábito no ser humano, é uma das causas para que os alimentos não nutram o organismo e por consequência provocam o ganho de peso.

Algo para refletir…

Infelizmente, poucas pessoas entre aquelas que deveriam dar bons conselhos de saúde, fazem isso, em nossos dias. Por conta disso, ao visitarmos um supermercado, vamos nos deparar com uma infinidade de opções em alimentos que, podem até ser agradáveis ao paladar, mas contém muita ingredientes nocivos.

Os alimentos industrializados, pelo menos a grande maioria das opções, não mais oferecem os nutrientes que deveriam apresentar e, poucas pessoas tem consciência disso. Vejamos:

  • Refrigerantes dos mais variados – muito rica em açúcar, esse tipo de bebida, para algumas pessoas, pode causar o mesmo efeito que a bebida alcoólica, apenas não entorpece a mente.
  • Doces e salgados diversos – ricos em aditivos químicos altamente prejudiciais para a saúde,
  • Enlatados com diversas espécies de alimentos – ricos em conservantes que a médio e longo prazo podem provocar até mesmo o câncer.
  • Pães fornecidos nas panificadoras -um alimento que atrai a atenção, mas é recheado em agentes nocivos para a saúde,
  • Energéticos vendido mesmo para crianças sem nenhuma restrição – sem contar de outros componentes maléficos para a saúde. Essa bebida é rica em açúcar.
  • Bebidas alcoólicas,
  • Carnes diversas – nem precisaríamos comentar, mas elas são ricas em antibióticos, hormônios e outras substâncias maléficas para a saúde,
  • entre tantos outros produtos.

Talvez você ainda não saiba, mas esses alimentos entre outros tantos encontrados no mercado, favorecem o ganho de peso sem nenhuma saúde. Por isso, de nada adianta uma dieta, por vezes feita com sacrifícios, se não nos preocuparmos com uma alimentação correta.

Tudo isso, pode até não te convencer da necessidade de uma reforma alimentar mas, pare um pouco e reflita, pois com certeza você irá chegar a conclusão de que essa reforma é realmente importante.

Existe um ditado que diz: ” Não é só o peixe que morre pela boca“. Como sabemos, muitos seres humanos, único ser inteligente na face da terra, entrega-se a quadros doentios dos mais variados, por conta apenas de satisfazer o apetite.

Vantagens de alia-la aos exercícios físicos

Independente do que comemos e como comemos, as atividades físicas diárias nunca foram tão importantes na vida como são em nossos dias. Não é apenas uma alimentação errada que causam os grandes prejuízos para a saúde.

Uma vida sedentária, aliada ao estresse provocado pelo trabalho cotidiano cheio de responsabilidades e metas para alcançar ou serem superadas e mais uma alimentação errada, certamente acumulam prejuízos por vezes irreparáveis para a saúde, você duvida?

Por isso, também para aqueles que decidirem entrar em uma dieta do tipo Cetogênica, devem estar conscientes de que somente deixar de comer alguns tipos de alimentos, não basta para o sucesso com a perda de peso.

Outros conselhos úteis

Já adiantamos que o ganho de peso involuntário não acontece apenas por conta dos alimentos, certo? Pois também existe um fator que pesa bastante para que isso aconteça, não apenas para ganhar peso, mas também para provocar alguns problemas de saúde.

Queremos falar sobre o momento em que reservamos para nos alimentarmos. Sabemos que nesses dias corridos, o tempo destinado às refeições, nem sempre é respeitado, não é mesmo?

Pois bem, existe um ditado muito antigo que diz: ” Se você está nervoso, não coma; Se acaso você vai ficar nervoso, jejue e coma mais tarde”.

Por isso, além de tirar um tempo adequado para uma boa alimentação, precisamos estar tranquilos para esse momento.

Uma boa parte das doenças digestivas que o ser humano contrai, acontece por conta de comer nervoso. Esse fator, não apenas vai provocar um ganho involuntário de peso como também provocar gastrites nervosas, problemas emocionais e muitos danos.


Leia também: