Como cuidar do umbigo do bebê após o nascimento

Especialmente as mães de ‘marinheiras de primeira viagem’ apresentam dúvidas sobre como cuidar do umbigo do bebe recém nascido. É bem verdade que para quem conhece, é fácil, mas nesse caso, razões para se preocupar existem.

Quando não existem os cuidados necessários com o umbigo do bebê, este poderá infeccionar. Precisamos lembrar que em nossa pele habitam bactérias e outros micro-organismos, o que é muito perigoso.

Esses micro-organismos esperam por uma oportunidade para agirem.  Certamente, isso, pode acontecer quando o sistema de defesa do corpo se encontra desguarnecido.

E se levarmos em conta que o bebê ainda não tem seu sistema de defesa do corpo bem desenvolvido. Com toda a certeza, ele corre risco de uma infecção no umbigo se acontecer algum descuido.

Por certo, da mesma forma que infecciona um ferimento na pele, também pode infeccionar o umbigo do bebê. 

A princípio, é preciso que o coto este esteja bem limpo. Mas também é preciso ficar de olho a qualquer inflamação caracterizada por secreções ou qualquer sangramento que aconteça no local.

Podemos adiantar que, infecções dessa natureza no bebê, pode provocar Tétano e assim, comprometer drasticamente o bem estar da criança. Então, vamos discorrer sobre alguns pontos.

Com toda a certeza, esses comentários serão de muita ajuda para você mamãe, ainda com pouco experiência. Veja só:

Como é o umbigo logo depois do parto

Logo que o bebe nasce e é cortado o cordão umbilical, o coto que fica é de semelhança gelatinosa e mole, e traz uma cor branca azulada. é de mais ou menos 3 centímetros. com o tempo vai se secando e torna-se escuro.

Para entender melhor, o coto é parte do cordão umbilical que ligava o bebê à placenta do útero materno. Através desse cordão o bebê recebia os nutrientes e oxigênio necessários para seu desenvolvimento e vida.

Depois que o bebê nasce, o cordão umbilical é cortado sendo o procedimento inteiramente indolor. Com esse corte, sobra então o coto com 2 a 3 cm de comprimento que fica ligado à barriga do bebê.

A partir daí, levarão de 10 a 21 dias, depois do nascimento para que o coto adquira seque e caia. Durante esse período, serão necessários alguns cuidados bem especiais para proteger o umbigo de uma infecção.

Logo depois do parto, o obstetra vai fazer os primeiros procedimentos para tratar o umbigo, ainda na sala de parto. É nesse momento que o cordão será pinçado e cortado, sobrando o coto com no máximo 3 cm de comprimento.

Ademais, o bebê é avaliado pelo médico ou enfermeira recebendo os demais cuidados iniciais quando também o coto é grampeado.

A limpeza do umbigo do bebe

É importante você mamãe saber de que a limpeza do umbigo é  indolor, uma vez que o coto não apresenta nenhuma terminação nervosa. No entanto, para fazer a limpeza é necessário ter cuidado para que o trabalho fique bem feito.

Para fazer a higienização, certamente o uso de cotonetes é mais adequado, favorecendo toda a limpeza. Além disso, se tiver alguma secreção,  é importante fazer uso de álcool 70%.

Esse procedimento com o álcool pode ser feito até 3 vezes ao dia. Nessa fase da vida do bebê, é necessário garantir a proteção contra possíveis infecções.

Apesar de ser um procedimento indolor, às vezes o bebê poderá estranhar o frio na pele provocado pelo álcool. Certamente que isso é muito normal e ele poderá chorar um pouco.

como cuidar do umbigo do bebe até cair

Em geral, quando todos os procedimentos para garantir a saúde umbilical forem seguidos corretamente, existem poucas chances de complicação. Por vezes, o que pode acontecer é um pequeno sangramento antes ou depois da queda do coto.

No entanto esse sintoma não é motivo de preocupação, pois os médicos consideram perfeitamente normal. Além disso, se porventura, surgir qualquer outra secreção, basta fazer a higienização correta.

Em todo o tempo, é imprescindível que o trabalho de higienização do bebê seja feito com paciência e cuidado para prevenir complicações.

Como proceder no momento da limpeza

 

Para você que quer saber como cuidar do umbigo do bebe, existem alguns cuidados imprescindíveis para o momento do trabalho. Veja a seguir:

  • Certifique-se de ter as mãos limpas antes de começar a limpar o coto umbilical. Esse cuidado é importante para evitar infecções no bebê.
  • Retire a fralda do bebê,
  • Umedeça as extremidades de um cotonete com álcool 70%. Com uma das partes umedecidas, limpe ao redor do umbigo, preferencialmente com movimentos circulares.
  • Com a outra extremidade do cotonete, limpe também o coto umbilical.
  •  Nessa hora, não pense em economizar cotonetes, use quantos forem necessários para garantir a melhor higienização do umbigo.
  • Logo que terminar a limpeza, seque bem toda a área usando um cotonete limpo. Faça tudo sempre com cuidado e delicadeza para fazer bem feito.
  • Terminada a higienização e com a certeza de que o umbigo está bem seco, agora é só colocar a fralda no bebê. Entretanto, deve-se ter o cuidado de não tapar o umbigo.

Com toda a certeza, ao mantermos o umbigo descoberto, o coto vai secar mais rápido. Além disso, se surgir qualquer complicação na área do umbigo, será mais fácil perceber e tomar providências.

 

Quanto tempo leva para cair o coto umbilical

Já adiantamos acima de que o normal é que o coto umbilical leve de 7 até 15 dias para cair. Certamente que esse tempo deve variar de acordo com a forma como os procedimentos de limpeza seguirem.

Além disso, existem outros fatores que podem influenciar no tempo para que o coto seque e caia. Também não podemos deixar de mencionar que podem surgir problemas nem sempre detectados que influenciarão na queda do coto.

Se porventura, ocorrer algum sangramento antes ou após a queda do coto, isso é considerado algo normal. No entanto, é importante certificar-se que não se trata de um princípio de infecção no local.

E depois da queda do coto

Mesmo depois da queda do coto, é de fundamental importância que o procedimento de higiene seja mantido. Se tudo estiver certinho, em apenas 7 dias acontecerá a cicatrização.

Pode acontecer complicações como o chamado ‘granuloma umbilical’, e neste caso o bebe sofre porque causa bastante incômodo, podendo levar até 28 dias para uma cicatrização completa.

Para entender melhor, granuloma umbilical é conhecido como um defeito na cicatrização da ferida umbilical. Esse problema provoca a formação de uma massa de pele em torno do umbigo.

O granuloma apresenta uma coloração avermelhada e também um aspecto úmido. Apesar do desconforto que pode apresentar, essa condição é considerada normal em recém-nascidos.

Entretanto, quando o granuloma umbilical acontece, precisa de uma atenção especial para que não gere uma complicação. Costumeiramente, o granuloma umbilical tende a desaparecer dentro de 28 ou 30 dias, desde que seja cuidado.

No entanto, se persistir por mais tempo, certamente será necessário recorrer a um tratamento com Nitrato de Prata em bastão.

E se acontecer de o umbigo inflamar

Fique atenta a qualquer sintoma como vermelhidão no local, secreção purulenta, ou inchaço. Com toda a certeza, esses são sintomas bem característicos de uma inflamação.

Com a presença desses sintomas, certamente que o bebe vai sentir muito desconforto. Por isso, não dá para exitar em buscar o médico.

Nunca queira tomar alguma atitude por conta própria se ocorrer um princípio de inflamação no umbigo do bebê. Se porventura não for tratado logo, o problema poderá evoluir e causar sérios problemas à criança.

Outros sintomas de uma inflamação no umbigo:

  • O bebe fica com febre,
  • O bebê mama pouco e por vezes se nega a mamar por conta do desconforto,
  • O umbigo apresenta um cheiro muito forte.

O que acontece quando o umbigo aparece estufado

A aparência estufada do umbigo se deve provavelmente a uma hérnia umbilical. Quando o coto seca a região fica mais frágil e mais sujeita a forçar especialmente quando o bebe chora.

Além disso, o esforço natural do bebê para fazer coco também poderá contribuir para aparecer a chamada hérnia umbilical.

Os sintomas da hérnia umbilical são fáceis de reconhecer. Quando o bebe chora ou faz força para evacuar, a região do umbigo estufa atrasando a cicatrização.

Além disso, também é importante saber que mesmo com todo o desconforto a cicatrização pode levar até 6 meses. Se acaso não cicatrizar nesse período, o bebê poderá necessitar de uma intervenção cirúrgica.

como cuidar do umbigo do bebe

Outros cuidados que devem ser tomados de modo a evitar infecções

O aconselhado é sempre proteger o coto umbilical por fora da fralda, sendo que esta não deve ser apertada. E é importante sempre manter a região em volta do umbigo, bem seca.

E claro quanto a roupa, poderá ser usada qualquer roupa que seja adequada ao clima e que traga conforto para o bebe.

É importante sempre ao ir fazer o curativo umbilical, que as mãos estejam limpas e devidamente higienizadas para evitar qualquer tipo de contaminação.

Apesar de haver pouca concordância, o uso da faixa segundo especialistas, só faz mal a criança, sendo um grande incômodo. O ideal é que o coto fique ao ar livre para que sua cicatrização seja mais rápida.

No banho o local do umbigo deve ser lavado com água e sabão. E depois bem enxuto e passado o álcool.

Estética do umbigo do bebe

 

Pode haver algumas alterações como o ‘umbigo cutâneo’ que nada mais é do que uma pele que se estende por cima do início do coto umbilical. Mas isso não deverá ser motivo de preocupação.

Isso acontece quando a pele do abdômen do bebê se prolonga por cerca de 1 a 2 centímetros cobrindo o cordão umbilical. Outras crianças ainda apresentam uma pequena saliência que costuma regredir até o segundo ano de vida, sem problemas algum.

Por isso, nada de acreditar em moedas no umbigo ou faixas para manter a barriguinha do bebê mais firme. Não existe nenhuma comprovação científica de que esses métodos funcionem para manter a estética do umbigo.

É aconselhável as receitas caseiras

 

Diferente do que se acreditava no passado, hoje, não se aconselha usar nada caseiro sobre o umbigo da criança. Existem sérios riscos de infecção principalmente pelo fato de a criança ainda não apresentar o sistema imunológico formado.

Por conta disso, qualquer descuido com os agentes infecciosos, certamente poderá comprometer a saúde da criança.

Então, todo medicamento deve ser usado exclusivamente sob orientação médica

Lembre-se de que o umbigo ainda está aberto e pode ser uma porta de entrada a bactérias, vírus e fungos então tome muito cuidado.

Depois de desses comentários, se você ainda tem receios sobre como cuidar do umbigo do bebê, aproveite as dicas. Com essas informações você vai perceber que não existem muitos segredos, entretanto, tudo deve ser seguido com muito cuidado.