Primeiros alimentos para bebê 4 meses papinhas e frutas

Os primeiros alimentos para bebê 4 meses são de muito muito importantes, uma vez que a partir daí ele já pode engolir melhor. Entretanto, nessa fase da vida da criança, são as papinhas a base de frutas que deverão ser introduzidas nessa alimentação.

Além disso, também pode-se aproveitar alguns cereais e vegetais para incrementar a alimentação e prover bons nutrientes para o bebê.

No entanto, pelo menos até os 6 meses de vida, o aleitamento materno deverá continuar. Na verdade, bom seria mesmo, se cada mãe, pudesse prolongar a amamentação até o segundo ano de vida do bebê.

Certamente que hoje, isso é praticamente impossível, pois se mãe precisa retornar ao trabalho, não poderá alimentar no peito. Por isso aconselha-se um alimento complementar, mas ao chegar em casa, a mãe deverá oferecer o peito normalmente ao bebê.

A princípio, entendemos que a criança se encontra apta a se alimentar de alimentos sólidos quando ela mantêm a cabeça erguida. A menos que ela esteja enfrentando algum problema de saúde, isso acontece já a partir do quarto mês de vida.

Nessa idade, o bebê certamente já está com o sistema digestivo mais desenvolvido. Além disso, o reflexo de propulsão da língua quase não existe mais e, nesse caso, as papinhas podem ser oferecidas.

Ajuda do pediatra é importante

Certamente que buscar pela orientação do pediatra é necessário. Apesar de ser já possível combinar as mamadas com alimentos mais sólidos aos 4 meses, existem riscos de reações alérgicas.

Por isso, antes de oferecer os primeiros alimentos para bebê 4 meses, o médico irá fazer alguns exames no bebê. A menos que exista algum problema, uma alimentação complementar poderá ser recomendada sem riscos ao bem estar do bebê.

 Ademais, já nessa idade, alguns bebês começam a dar indícios de que não pretendem mamar por muito tempo. É claro que não se trata de uma regra, mas existe essa possibilidade e, nesse caso, as papinhas ajudarão.

Mesmo assim, não exite em pedir conselhos para o médico que atende seu bebê.

alimentos para bebe de 4 meses

Papinhas

As papinhas quando bem preparadas, certamente são de grande ajuda para o desenvolvimento da criança. Por isso, vamos aproveitar para conferir algumas receitas.

Papinha doce de bananas

A banana é de grande ajuda para a saúde intestinal da criança entre os primeiros alimentos para bebê 4 meses. Além disso, também oferece muitos nutrientes.

Para preparar a papinha, é muito simples, basta descascar a banana e esmagá-la com um garfo.

Depois de bem amassada, sem grumos, com a semelhança de uma papinha, é só oferecer para a criança.

Papinha de batata doce salgada

Esse é um tipo de papinha que também vai ajudar no desenvolvimento do bebê. Entretanto, será melhor oferecê-la, mais tarde, já na segunda semana da alimentação complementar.

Para essa receita cozinhe um pedaço de carne de gado magra com temperos saudáveis. No entanto, para a papinha, use apenas o caldo da carne, não mais que isso.

Além disso, providencie 1 batata doce pequena e 1 beterraba pequena.

Para preparar a papinha, descasque a batata doce e a beterraba, corte em pedaços pequenos e coloque para cozinhar juntas. Depois que estiverem bem cozidas e macias, escorra a água e esmague-as bem.

Feito isso, acrescente o caldo de carne e deixe cozinhar mais um pouco. Lembre-se de preparar de tal forma que fique com a consistência de papinha.

Prove o sal, cuidando para que mal ele seja sentido. Deixe a mornar e então ofereça para a criança.

Papinha de batata inglesa com abobrinha

 

No momento de preparar as papinhas salgadas, lembre-se de escolher 2 legumes apenas. Vamos então a mais uma receita, agora com a batata e abobrinha.

Providencie 1 batata inglesa de boa qualidade higienizada e descascada. Além disso, precisará de 1 abobrinha pequena de boa qualidade higienizada e descascada.

Para preparar essa receita de papinha corte a abobrinha e a batata em cubos pequenos e leve para cozinhar. Na medida que se processa o cozimento, observe o ponto com o garfo.

Então, após o cozimento, retire da água, coloque uma pitada de sal e esmague com o garfo para formar a papinha. Depois que estiver bem esmagado, espere amornar e ofereça para a criança.

Nota – ao preparar esses alimentos é importante ter o cuidado para que não fiquem os grumos de alimentos. Certamente que esses grumos podem promover um afogamento da criança.

Além disso, se porventura, a criança ainda não recebeu nenhuma alimentação salgada. Com toda a certeza, será mais seguro se você passar esses alimentos por uma peneira.

Após passar os alimentos pela peneira, a segurança com a alimentação do bebê ficará mais garantida.

Frutas

A partir dos quatro meses, as crianças já podem começar a ingerir a polpa de frutas. No entanto, essas frutas deverão ser raspadas com a ajuda de uma colher (café).

A princípio, frutas como a maçã e a pera, são as mais utilizadas para nutrir os pequenos. Ademais, por serem macias, é muito fácil trabalhar com essas frutas preparando-as para a criança.

E no que diz respeito a alimentação saudável com frutas, certamente que a banana não pode ser deixada de lado.

Essas frutas fornecerão à criança nutrientes que ela precisará a partir dessa idade e que não encontra no leite materno. Porém, precisamos sempre ter o cuidado para que essas frutas estejam em bom estado de conservação.

Além disso, apesar de ser praticamente impossível em nossos dias, melhor será que busquemos por frutas livres de agrotóxicos. De outra forma, existe o risco de que essas frutas causem complicações alérgicas para a criança.

Sem dúvida, também é preciso insistir com o mesmo alimento complementar por pelo menos 3 dias para que a criança.  Isso é muito necessário para que a criança se acostume com o alimento.

Depois então, podemos trocar o cardápio, buscando por outro tipo de fruta que será útil para a criança.

Reação da criança com os alimentos

Enquanto se oferece um novo alimento ao bebê, é preciso observar se não acontece alguma reação alérgica na criança. Então, se porventura, isso acontecer, é necessário descartar o tal alimento do cardápio da criança, pelo menos por enquanto.

Dessa forma, será mais fácil classificar o que é bom e o que é ruim para o bebê nessa fase da vida. Independente do que se ofereça para o bebê, acima de tudo, precisamos preservar sua saúde e bem estar.

Como agir na hora da rejeição do alimento

Eventualmente haverá ocasiões em que a criança tentará rejeitar um determinado alimento. Nessa hora, é importante ter paciência e, se necessário, substituí-lo por outro.

No entanto, não deixe que a criança aprenda a escolher o que deseja. Seja consciente e ajude-o a se acostumar com o que de fato, será melhor para ele.

Principalmente quando se trata das frutas, é importante exercitar a paciência, pois a criança precisa aprender a gostar. A princípio é difícil, mas assim que ela se acostumar, aprenderá a apreciar o que é bom.

Além das papinhas de frutas, existem algumas espécies de farinhas lácteas que devem ser preparadas apenas com água. Além disso, temos outras espécies não lácteas que deverão então ser preparadas com o leite.

No entanto, é preciso que o médico esteja sabendo dessa alimentação. Com o aval do profissional da saúde. será mais seguro oferecer os alimentos para a criança e patrocinar o seu melhor desenvolvimento.

Ainda sobre as papinhas, essas devem ser preparadas sem a adição de açúcar ou outros adoçantes. É importante aproveitar apenas o doce natural do alimento escolhido.

Além disso, é importante cuidar no momento de alimentar os pequeninos. Nesse caso, apenas com uma colher pequena, cuidando para não exagerar nas porções.

Lembre-se ainda que no momento que a criança arrotar, é o momento que ela estará satisfeita, a menos que esteja engasgada.

Caldo de legumes

Uma receita rica em nutrientes para a saúde do bebê pode ser preparada com os seguintes ingredientes: batatas, cebola, cenoura, arroz e abóbora. Cuide para cozinhar pequenas porções, pois esse caldo precisa ser sempre fresco.

Depois de cozido, passe esse cozido no liquidificador e então acrescente um gota de azeite de oliva extra virgem e então sirva para a criança, lembrando de conferir a temperatura para não prejudicar o bebê.

frutas e papinha para bebê de 4 meses

Sem sal

Esses ensopados não devem conter sal, pelo menos não para servir a uma criança de 4 ou 5 meses, é preciso que desde criança ela se acostume a se alimentar de forma saudável.

Muitos de nós adultos, cometemos sérios erros quando o assunto é temperar um alimento. Por isso, excesso de sal ou açúcar nos alimentos, por vezes, parece normal, mas é nocivo.

Isso acontece, por que fomos acostumados assim, quem sabe, desde pequenos. Então, com toda a certeza, precisamos educar o paladar das crianças, desde cedo para que elas não errem no futuro.

Falando em alimentação saudável, evite dar carne para a criança, todos nós sabemos que o ser humano vive muito bem. É possível sim, viver sem esses alimentos que na verdade, prejudicam o sistema digestivo.

Se os pais se conscientizarem, alimentando a criança apenas com alimentos de fato, saudáveis, certamente terão muito a ganhar. Uma alimentação a base de cereais integrais, frutos, legumes e castanhas, é tudo o que precisamos, a começar pelas crianças.

Infelizmente, é muito comum em nossos dias o incentivo para o consumo da carne e seus derivados. No entanto, já são bem conhecidos os malefícios que esse tipo de alimentação pode trazer aos nós humanos.

Na verdade, nenhum ser humano tem o sistema digestivo projetado para digerir a carne. Por conta disso, podemos afirmar com toda a certeza de que os bebês não devem ser acostumados com ela.

Frutas a evitar

Apesar de ótimas para a saúde, algumas frutas como o abacaxi, por exemplo, pode causar alergia ao bebê. Porém, isso não quer dizer que essas frutas sejam proibidas para a criança, todavia, devem ser fornecidas com moderação.

Com toda a certeza, avaliando a reação da criança, aos poucos ela vai se acostumar também com esses alimentos.

Então, da mesma forma que vamos agir com as frutas que serão oferecida à criança, também agiremos com as papinhas.

Na medida que o tempo passa e a criança vai se acostumando com esses alimentos, vamos introduzindo outras opções. Cenoura, brócolis, chuchu, batata doce, entre outros alimentos, sempre terão sua vez nesse alimentos.

No entanto, mesmo sabendo que aos poucos a criança vai se acostumando com esses alimentos mais sólidos, amamentar é preciso.

Portanto, pelo menos até os 6 meses de vida, o complemento alimentar com alimentos sólidos é só um “complemento”. Como já citamos acima, bom seria se a amamentação pudesse se estender até mais tarde, para o bem da criança.

Depois de todos esses comentários, não poderíamos deixar de comentar ainda, que uma mãe que amamenta, só tem a ganhar.

Existem muitas mulheres que tem medo de amamentar o próprio filho no seio. Porém toda mulher que amamenta no seio fica mais protegida contra o câncer de mama.