PAPINHAS para bebê, como preparar, qual dar

A partir do sexto mês, os bebês começam a receber uma alimentação saudável, não ficando apenas com o leite materno, por vezes até uma grande necessidade quando as mães trabalham fora e precisam voltar as suas atividades profissionais.

Mas para isso, é importante que a mãe tenha alguma experiencia para preparar as papinhas para bebê de forma que de fato contribua como uma alimentação um pouco mais consistente.

Com respeito a essas papinhas, certamente existem algumas receitas bem fáceis de preparar e, além disso bem saborosas para serem bem aceitas pelo bebê sem maiores reclamações. Vamos então a algumas dessas receitas.

Como preparar

Além de saber o que servir para o bebê, também é importante cuidar com a qualidade dos alimentos e a higienização dos mesmos. Por isso, confira as dicas abaixo:

  • Providencie ingredientes mais frescos. Quanto aos vegetais, que estes sejam de boa qualidade e sempre que possível sem os agrotóxicos.
  • Legumes e frutas podem ser deixadas de molho em uma solução com Hipoclorito de Sódio para garantir uma melhor higienização.
  • Tenha cuidado com o sal nas papinhas. Lembre-se que assim como para os adultos, o sal pode causar sérios danos aos rins do bebê.
  • Depois de cozidos, tenha cuidado para esmagar bem os alimentos. Quando os alimentos não são moídos no liquidificador, os nutrientes são melhor aproveitados, inclusive as fibras.
  • Não esqueça de acrescentar sabor natural ao alimento com uma pequena quantidade de alho e cheiro verde.
  • Com respeito às frutas, mesmo se forem descascadas, é importante que sejam saudáveis e bem higienizadas.

Atenção – sabemos que as crianças, na grande maioria são incentivadas a ingerir carne ainda quando bebês. Mas também já está comprovado que a carne, causa muitos males ao organismo humano.

Por isso, sempre que possível, evite acrescentar a carne na alimentação dos bebês. Na verdade, todos os nutrientes que ela pode oferecer, nós encontramos em alimentos de origem vegetal.

Papinha de maçã

Providencie uma maçã saudável e lave-a bem com água corrente e depois seque antes de cortar a fruta pela metade. Depois disso, com a ajuda de uma colher (café) ou (chá), raspe a polpa da maçã e sirva para a criança, sempre com o cuidado de não entrar pedaços maiores que poderão engasgar.

Papinha de pera

Providencie uma pera bem macia e prepare do mesmo jeito que é feito com a fruta. Depois que a criança estiver acostumada com as duas frutas, pode-se escolher uma delas para cada refeição, pois ambas são muito nutritivas.

Papinha de bananas

Nesse caso, tanto a banana Nanica como a banana Maçã podem ser usadas, porém é preciso saber que a primeira solta o intestino enquanto que a segunda prende o intestino. Para preparar a papinha basta descascar a fruta e amassar a polpa com um garfo antes de servir ao bebê com a ajuda de uma colher de plástico para evitar possíveis acidentes.

Papinha com caldo de frango, cenoura, batata e abobrinha

Providencie 100 gramas de peito de frango, 1 cenoura lavada e descascada, 1 abobrinha lavada, 1 batata inglesa sem a casca, uma pitada de sal e mais a água suficiente para a papinha. Corte o peito de frango em cubos e coloque em uma panela para refogar até que mude de cor e depois acrescente os demais ingredientes.

Cozinhe até que os legumes fiquem macios a ponto de formar a papinha e então retire a carne e amasse bem os legumes e esfrie um pouco antes de servir para a criança.

Papinha de cenoura, lentilhas e abóbora

Providencie 1 cenoura pequena, aproximadamente 40 gramas de lentilhas e 130 gramas de abóbora. Corte a cenoura e a abóbora em cubos pequenos e leve para em um pouco de água até que fiquem macios e então coloque a lentilha previamente lavada e mais um pouco de água para ferver por mais 25 ou 30 minutos, antes de preparar a papinha amassando tudo junto com uma pitada de sal para servir ao bebê.

Papinha de abacate com banana

Essa é uma receita muito fácil de preparar, pois basta a metade de um abacate sem casca e cortado em pedaços e mais uma banana pequena cortada em cubos pequenos. Com os ingredientes em mãos é só amassar tudo junto até formar a papinha para servir ao bebê.

Papinha de cenoura, espinafre e ervilha

Providencie uma cenoura pequena cortada em cubos, aproximadamente 50 gramas de espinafre e mais umas 100 gramas de ervilhas frescas. Coloque as cenouras para cozinhar em aproximadamente 250 ml de água até que comece a amolecer e então, acrescente as ervilhas e o espinafre para cozinharem juntos.

Depois disso, amasse todos os ingredientes juntos com a ajuda de um garfo até que adquira a consistência de papinha para então, servir ao bebê.

Papinha de brócolis, batata doce e couve flor

Providencie 70 gramas de brócolis cortados em pedaços pequenos, 100 gramas de batata doce sem casca e cortada em cubos pequenos, 100 gramas de couve-flor cortada em pedaços pequenos. Coloque tudo em uma panela e cozinhe até ficar bem macio.

Retire do fogo e amasse com um garfo até conseguir a consistência de papinha. Essa receita é ideal para bebês a partir dos 9 meses de vida.

Papinha de morango com framboesas

Providencie 150 gramas de cada uma das frutas e depois de higienizá-las coloque-as em um processador para formar a papinha super nutritiva para servir ao bebê a partir dos 9 meses de vida.

Papinha de milho, abóbora e peito de frango

Providencie 6 colheres de milho verde fresco, 200 gramas de abóbora sem casca cortada em cubos pequenos e mais 50 gramas de peito de frango cozido cortado em cubos pequenos e uma pitada de sal. Coloque a abóbora para cozinhar até que fique bem macia e depois acrescente o milho e o peito de frango já cozido.

Coloque a pitada de sal e deixe cozinhar mais alguns minutos e depois retire do fogo, e amasse tudo junto até formar o purê. Essa é mais uma receita de papinha que pode ser servida a crianças a partir de 9  meses de idade.

Papinha de mandioquinha (batata-salsa) com agrião

Você vai precisar de uma batata-salsa pequena, 5 ramos pequenos de agrião, 1 pedaço de cebola cortada em cubos pequenos, uma pitada de sal e mais umas gotas de óleo de milho. Coloque todos os ingredientes para cozinhar e assim que estiverem bem cozidos, amasse e forme a papinha para servir ao bebê.

Essa receita é ideal para crianças de oito meses de vida ou mais.

Independente das receitas de papinhas para bebê que você for oferecer as crianças, procure deixá-las bem apetitosas para facilitar a aceitação.

Papinha de Abacate

Rico em nutrientes saudáveis para o organismo, o Abacate é uma fruta que não deveria faltar no cardápio de toda a família. Com substâncias antioxidantes e fibras, essa fruta contém vitamina E, vitamina C, vitaminas do complexo B, gordura saudável e muito mais.

Por isso, é importante acostumar a criança desde cedo a se alimentar com o abacate, sempre sem a adição de açúcar ou outro adoçante.

Para preparar a papinha, basta cortar a polpa do abacate maduro e amassar bem. Se desejar, misture um pouco de suco de laranja ou limão para aproveitar ainda melhor os nutrientes da fruta.

Para bebê com 4 Meses

Por vezes, o bebê, já no quarto mês de vida começa a apresentar indícios de não querer mais o leite materno. Ademais, nessa idade, alguns bebês já apresentam alguma maturidade gastrointestinal e, nesse caso, o pediatra poderá aconselhar uma alimentação mais sólida, com papinhas.

Então, para que não haja precipitações, leve em conta algumas atitudes do bebê, tais como:

  • Observe se o bebê consegue segurar a cabeça em uma posição firme e ereta;
  • Observe se ele já consegue sentar-se com apoio;
  • Observe se o bebê se interessa pelo que você está comendo;
  • Atente se ele é esperto a ponto de brincar com as mãos.

Se essas observações puderem ser respondidas afirmativamente, converse com o pediatra e se ele concordar, comece a oferecer as papinhas para o bebê.

Comece então oferecendo papinhas para bebê preparadas com um tipo de ingrediente cada vez, sempre com o cuidado de não adicionar açúcar ou sal. Nesse tempo, atente para as reações da criança.

Reações como a diarreia, vômitos ou sintomas alérgicos são motivos para questionar sobre alguns alimentos fornecidos e então, deverão ser evitados até que a causa dessas reações sejam descobertas.

Depois então que a criança estiver acostumada com a papinhas com ingredientes individuais, aos poucos pode-se misturar outros ingredientes. Mas é sempre importante observar a aceitação do organismo do bebê.

Para Bebê com 6 Meses

Com 6 meses de vida, é muito comum as mães começarem a oferecer a papinhas para bebê, pois a essas alturas, por vezes, o anseio pelo leite materno, já não é mais tão intenso.

Mas é importante saber combinar os alimentos, pois é imprescindível que a criança receba os nutrientes que o organismo precisa a cada dia. Ademais, é importante oferecer algo que a criança aprenda a gostar.

Para montar uma papinha é importante fazer a seguinte combinação:

  • Alimentos energéticos – são os alimentos fornecedores de energia para o organismo. Algumas opções: batata, mandioca, batata-cará.
  • Alimentos reguladores – alimentos como hortaliças, cenouras, beterraba, frutos são classificados como reguladores.
  • Alimentos construtores – lentilhas, grão de bico, soja, são algumas das opções em alimentos construtores que com moderação podem ser adicionados nas papinhas como fornecedores de proteína.

Atenção – entre os alimentos construtores também estão as carnes, mas como já adiantamos, esse é um alimento impróprio para o ser humano especialmente quando se trata da saúde dos bebês.

Depois dessas informações, prepare as papinhas do bebê da seguinte forma:

  • Duas opções em alimentos energéticos,
  • Duas opções em alimentos reguladores,
  • Uma opção em alimento construtor.

Alguns temperos para serem usados com moderação:

  • Alho,
  • Alecrim,
  • Salsinha,
  • Cebolinha,
  • Manjericão,
  • Orégano,
  • Coentro,
  • entre outros temperos saudáveis.

Para Bebê com 8 Meses

Com 8 meses de idade, os bebês já conseguem engolir os alimentos amassados e, com sorte também podem mastigar alguns alimentos mais sólidos. Nessa fase, a mastigação é precisa ser estimulada e isso, com alimentos saudáveis.

Como sempre, os alimentos de origem vegetal são sempre as melhores opções, pois nesses alimentos encontramos todos os nutrientes que o organismo precisa para a saúde.

Para essa fase da vida, invista em alimentos a base de frutas para o bebê. Opções como banana, morangos, mamão, pera, abacate, entre outras são ótimas opções como alimentos para o bebê.

Providencie pequenas porções e ofereça para a criança a qualquer hora do dia.

Para bebê com 1 ano

Com 1 ano de idade, praticamente o bebê não precisa ingerir as papinhas, mas sim, pequenas porções de alimentos nutritivos preparados com cuidado para que a criança se alimente sem riscos de se afogar.

Mingaus preparados com cereais integrais, frutas diversas, legumes, hortaliças, massas integrais, sucos naturais são sempre ótimas opções entre os alimentos.

Frutas in natura, purês, alimentos cozidos, todo alimento preparado de maneira a aproveitar da melhor forma os nutrientes.

Como já adiantamos acima, evite oferecer a carne para a criança, independente de qual seja, pois ela provoca muitos transtornos de saúde.

Papinhas de Frutas

As papinhas de frutas são muito benéficas para a criança, graças aos muitos nutrientes que essas frutas podem oferecer. Porém, é importante não acrescentar açúcar ou adoçante.

Muitas frutas são ricas em frutose que é altamente calórica. Por isso, além de não acrescentar o açúcar, também é importante oferecer a fruta com o bagaço onde se encontram as fibras.

Pouca gente sabe disso, mas as fibras da fruta combatem os efeitos nocivos que a frutose das frutas podem apresentar. Não que a frutose seja de fato nociva, mas para algumas pessoas, de fato ela promoverá o ganho de peso, inclusive para bebês.

Fazendo papinha no liquidificador

Se de fato, houver a necessidade de preparar a papinha no liquidificador cozinhe os ingredientes bem escolhidos e depois bata no liquidificador até que forme a papinha.

Quando se trata de frutas, certamente que estas serão preparadas cruas e nesse caso, é só bater no liquidificador sem maiores dificuldades.

Porém, faça qualquer coisa para evitar o preparo no aparelho. Se for necessário, esmague bem os ingredientes e depois, passe por uma peneira para retirar os excessos de fibra.

Na medida do possível, incentive a criança a mastigar os alimentos em pedaços maiores, pois isso fará muito bem para que ele desenvolva a mastigação.