Como lidar com gravidez na adolescência, momento difícil

Estão cada vez mais comuns os casos de gravidez na adolescência. Mas o problema é que a maioria das garotas, e mesmo a família e todos os envolvidos, não sabe como lidar com gravidez na adolescência.

Por isso é importante que toda a garota conheça todos os riscos e os prejuízos que vai sofrer caso aconteça uma gravidez indesejada. Isso porque é bem provável, que não esteja devidamente preparada. E filhos exigem muitas responsabilidades e compromissos que não devem ser delegados a ninguém.

Claro que se isso já está acontecendo na sua vida, não existe mais o que fazer a não ser assumir as consequências que não serão poucas.  Mas, que precisam sem encaradas. Então, busque pela ajuda de quem você possa confiar e que te ame. E, encare tudo isso com muita garra e maturidade.

As coisas vão mudar muito

 

Não dá para negar que a partir de agora as coisas vão mudar muito. Agora você terá nas suas mãos, além da sua vida, também a de um serzinho. E este vai precisar muito de você e depender por muito tempo.

A partir do momento em que descobre que está grávida, vai ter que pensar tudo a curto prazo, pois o tempo passa. Como vou criar essa criança? Como irei prover os recursos para cuidar dela da melhor maneira possível?

E ainda: Como farei com os meus estudos? será que o pai do bebê vai querer ajudar? E como vou falar para meus pais sobre isso? Será que vão me ajudar? São perguntas que não podem calar, pois é preciso assumir.

Por muito tempo, suas noites nunca mais serão aquelas de sono despreocupado, podendo dormir até tarde se quiser. Agora você terá que dividir tudo o que até então era somente seu, com o seu bebê.

Até porque agora você terá que pensar também que terá de alimentar, vestir, educar e dar o ensino adequados ao seu filho, e ai começa o pensar no futuro a longo prazo.

Pense nisso: A fase da adolescência é cheia de sonhos. É a fase para estudar, amadurecer e se preparar para o universo do trabalho. Se uma gravidez surgir nessa fase, poderá ser o corte em tudo, ou pelo menos um atraso cruel.

Nem pense em aborto

 

Não dá para negar que os problemas começam a aparecer assim que a gravidez acontece. E o fato é que quando essa é precoce, acaba envolvendo não só a garota como também o garoto e os familiares de ambos.

Contudo, a realidade é que ninguém tem o direito de tomar atitudes desesperadas e irresponsáveis, como é a questão do aborto. Tirar a vida de um serzinho tão indefeso, e que não pediu para vir ao mundo, é algo que não cabe na mente de quem tem um ‘pingo’ de amor e consciência.

Pensar em abortar através do uso de medicamentos indevidos, chás ou até procedimentos cruéis que matam e até colocam a vida da mãe em jogo, é algo inconcebível.

Lembre você de que o aborto é um crime, pois desde o primeiro momento da concepção, o bebê já é um ser vivo. O aborto também tem colocado fim na vida de muitas gestantes, que se fazem vítimas da própria armadilha.

Não faça isso, ou você ficará com um peso na consciência para o resto da sua vida. Já que errou, assuma seu erro com dignidade, e não aumente ainda mais.

Porém, veja aqui algumas dicas que com certeza vão te deixar mais segura e com coragem para enfrentar essa situação:

Busque alguém para compartilhar este problema

 

Você neste momento precisará do apoio de alguém. Vai ficar muito difícil se você quiser lutar sozinha. Se você não se sentir segura para contar a situação a seus pais, até criar essa segurança precisa achar alguém de confiança e que seja maduro para compartilhar o problema.

gravidez na adolescencia

Você vai ter que escolher essa pessoa que poderá ser uma professora, a mãe de uma amiga, uma tia ou alguém de quem você possa ter a certeza de que receberá apoio e um abraço.

Trabalhe seu sentimento de culpa

 

Sabe aquele ditado que diz ‘ depois do leite derramado não adianta chorar’? Pois é, agora que você já fez o que não precisava ter feito, o jeito é assumir e se fazer de forte. Pois afinal de contas vem um bebe por aí que você deverá querer com todas as suas forças, e portanto, batalhar para dar-lhe o melhor.

Mesmo que seu parceiro não queira assumir, o que geralmente acontece, você vai ter que encarar. Então não perca tempo se punindo sobre o que aconteceu.

Só pense em fazer de tudo daqui em diante para que o sofrimento seja minimizado para todas as partes envolvidas. Especialmente a criança que não tem culpa de nada.

Você vai ter que achar o momento de contar da gravidez aos seus pais

 

Independente dos conceitos familiares, se tradicionais ou liberais, numa situação desta, ninguém se sentirá a vontade na hora de contar. Especialmente para os pais.

Mas uma coisa é certa, quanto antes você decidir por informar a eles o que está acontecendo, melhor. Se for para dar ‘bronca’, mais cedo ou mais tarde dará. Então assuma isso duma vez.

Famílias tradicionais vão resistir muito de início e não vão aceitar isso, tão facilmente,  é normal. Mas com o tempo, quem sabe se as coisas não começam a mudar e eles comecem a aceitar.

Até você saber o que poderá acontecer, o melhor é  começar essa conversa preparada para o que der e vier, pois a reação poderá não ser a esperada.

Caso o namorado assuma a responsabilidade do filho, é importante que os 2 se unam para ir contar aos pais, mas o quanto antes melhor.

Prefira sempre falar sobre o assunto num momento mais calmo em casa. E nunca em locais públicos, festivos ou algo assim.

Se você puder demonstrar já nessa conversa, da sua ciência sobre as consequências, responsabilidades e prejuízos que isso poderá te causar, melhor. Pois isso poderá até dar uma amenizada na situação.

Conversas do tipo ‘ eu reconheço que não fiz algo certo, mas vou trabalhar e vou cuidar do bebe’, demonstra maturidade e consciência.

Não pense em não fazer o pré natal

 

Assim que você souber que está grávida já deve começar o acompanhamento médico. Isso para garantir de que não acontecerá nenhum problema e que tudo dará certo até a hora do parto.

Outro fator que merece cuidados desde os primeiros dias, é que a grávida precisa desde muito cedo tomar vitaminas,  sais minerais e ácido fólico. Sendo que esses evitam que o bebe sofra deformações. Também para garantir sua saúde do início ao fim.

Neste caso do ácido fólico, é importante você saber que ele terá influencia no organismo somente até o terceiro mês, então é preciso ficar atenta.

Além do mais, a consulta médica é que poderá detectar qualquer problema que venha a interferir no discorrer natural da gravidez. Possibilitando o tratamento em tempo para que tudo possa ser corrigido. E discorra bem até o momento do parto.

Se você  está querendo saber Como lidar com gravidez na adolescência, vá ao médico, pois poderá  tirar todas as suas dúvidas sobre a gravidez e o parto.  Além de que o médico controlará a dilatação, sabendo se o mais viável será parto normal ou cesárea.

Cuidados necessários

 

Não é porque é um adolescente que poderá ter problemas na gestação. Aliás, mãe e filho poderão chegar até o final sem nenhum transtorno de saúde.

No entanto, nada poderá negar de que é importante manter alguns cuidados:

  • Ficar de olho na saúde;
  • Especialmente se é uma adolescente que ainda não tem seu corpo bem formado;
  • Faça o pré natal certinho;
  • Qualquer situação estranha, corra para o médico.

Riscos da gravidez na adolescência para o feto

 

  • Riscos de parto prematuro;
  • Risco de baixo peso do bebê – isso porque o crescimento do feto, compete com o crescimento da própria mãe;
  • Parto prematuro – e esse poderá causar complicações respiratórias.

Para evitar tudo isso, é imprescindível buscar o acompanhamento médico.

Controle suas emoções e cuide de você

 

Muito que provavelmente sentirá medo do futuro, irá pensar muito em como será na hora do parto, terá medo de não ser uma boa mãe, e tudo mais.

Mas, não tem muito o que fazer, e só se lamentar não irá resolver nada. Então:

  • Faça uma lista de tudo – e a partir de então comece a pensar em quais serão as melhores estratégias para resolver os problemas;

Por outro lado, cuide de você:

  • Alimente-se adequadamente;
  • Cuide para não aumentar demais o peso – faça atividades físicas de baixo impacto;
  • Não deixe os estudos de lado o de maneira alguma – vá em frente.

Bata um papo com seu bebê

 

É isso mesmo, desde muito cedo na gestação, já comece a conversar com o seu bebê. Ele está dentro da sua barriga, mas já sente, ouve e sabe exatamente o que você está sentindo.

Conte a ele como foi o  seu dia, cante para ele, conte histórias, ria,  fale dos seus sentimentos e comece já um vínculo afetivo com ele.

Converse com ele sobre suas visitas ao médico, conte o quanto irá cuidar dele quando nascer e tudo mais.

O melhor é evitar

 

Sabe, você ainda é uma garota, e precisa conquistar muita coisa para se sentir realizada na vida. Mas cada coisa ao seu tempo. E numa fase em que os conceitos morais e éticos estão muito diferentes. É preciso ter uma maturidade ao ponto de decidir o que quer para você.

Não queira transar só porque todo mundo faz. Nem tão pouco, por receio de ser criticada ou excluída de um grupo.

Lembre-se de cada fase da vida é única, e deve ser aproveitada da maneira certa.

Em suma, Se aconteceu, levante a cabeça e vá.  A primeira coisa é manter os cuidados como consultando o médico a cada mês. Você mamãe ficará mais tranquila, pois saberá que tudo estará sobre controle. E aí é só fazer a sua parte para garantir que seu bebe venha saudável e perfeito, sem nenhum risco.

No mais, tenha a consciência de que sua vida nunca mais será a mesma, com toda a liberdade que você sempre teve. Agora você terá na sua responsabilidade um serzinho que dependerá de você durante grande parte da sua vida.  E ninguém tem culpa disso, muito menos a criança, então assuma com amor!