Exame de SEXAGEM fetal, entenda quando e como fazer

Diferente do que acontecia no passado quando os futuros pais aguardavam o nascimento dos filhos, para  então descobrir se era menino ou menina.  Em nossos dias, é muito comum que os pais busquem saber o mais rápido possível. Até mesmo para facilitar no preparo do enxoval.

Graças aos avanços da medicina, hoje já é possível identificar o sexo do bebê mais cedo com o exame de Ultrassonografia. Mas também já existe o Exame de Sexagem Fetal.  Este pode ser realizado com maior garantia de acerto a partir do segundo mês de gravidez.

Como surgiu o Exame – esse tipo de exame para descobrir o sexo do bebê  se tornou possível graças ao cientista chinês Dennis Lo.  Foi ele que descobriu que fragmentos do DNA do feto circulam no sangue da mãe.

Algumas vantagens e desvantagens em se fazer o exame de Sexagem Fetal:

 

Este exame morfológico, existe, justamente para os pais possam descobrir o sexo do bebê, bem antes de um ultrassom. É possível já logo no início da gestação. Conheça algumas vantagens e desvantagens:

Vantagens

  • É possível descobrir o sexo do bebê com apenas 8 semanas de gestação, com possibilidade 99% segura;
  • É um exame realizado a partir de uma amostra de sangue, não oferecendo riscos para a mãe e o bebê;
  • O exame é realizado em laboratório, como qualquer outro exame comum;
  • Não exige prescrição médica para fazer este exame;
  • Dá para escolher o nome do bebê com tempo;
  • Já dá para escolher a decoração do quartinho do bebê de maneira personalizada;
  • Com este exame é possível conter a ansiedade dos pais que aguardam pela vinda da criança;
  • Dá para preparar o enxoval;

Desvantagens

  • A desvantagem fica por conta dos valores a serem pagos pelo exame, por ser específico para a identificação do sexo do bebê;
  • Alguns pais preferem manter a expectativa quanto ao sexo do bebê;
  • O resultado não é  100% confiável em casos de gêmeos bivitelinos;
  • O resultado pode levar até 5 dias para ficar pronto;

 

Ultrassom versus Sexagem fetal

 

O exame de Ultrassonografia para descobrir o sexo do bebê só é realizado a partir da décima sétima semana de gravidez.

Com isso, além de deixar os pais mais ansiosos para conhecer o sexo da criança, ainda existe o perigo de este feto estar mal posicionado no útero materno impedindo a investigação do seu sexo.

Então, para aqueles que podem investir, faz-se o exame de Sexagem com maior antecedência para acabar com essa ansiedade logo nos primeiros dois meses de gestação.

Esse teste é válido apenas para descobrir o sexo da criança.  E é realizado por meio de uma análise do DNA fetal da futura mãe através da Reação em cadeia de Polimerase (PCR).

O que acontece – no período de gestação, existe uma pequena passagem de células fetais para o sangue materno.  Isso se dá através da Placenta.  E são essas células que são analisadas para se descobrir o sexo do bebê, sem nenhum risco para a mãe ou para o bebê.

 

Como é realizado o exame

 

Para a realização desse exame, não é necessário nenhum preparo por parte da futura mãe. Pois é coletado o sangue como num exame rotineiro em uma quantidade máxima de 5 ml.  O bastante para que o exame seja realizado com sucesso.

O exame consiste em identificar partes do cromossomo Y em circulação no sangue materno. Pois esse é o que determina o sexo do bebê. Depois da coleta, o DNA é submetido a reação de PCR com Oligonucleotídios iniciadores derivados do gene DYS14 específico do cromossomo Y.

Ocorre que a mulher possui dois cromossomos sexuais X . Enquanto que o homem apresenta um cromossomo X e um cromossomo Y. Daí o porquê da identificação do sexo da criança é facilitada através desse tipo de exame de sangue.

Ainda com respeito ao preparo para o exame, a futura mãe não precisa sequer de um jejum. Mais uma grande vantagem para quem está ansioso para saber sobre o sexo do bebê.

Obs.: A sexagem fetal não é para escolher o sexo do bebê.

 

Resultados do teste

 

Quanto ao resultado do teste, se acaso for encontrado o cromossomo Y no DNA, significa que o bebê é menino.  Porém, se o cromossomo não estiver presente, significa que o bebê é uma menina.

Já quando se trata de uma gestação de gêmeos, o resultado do teste apresentando a presença do cromossomo Y indica que pelo menos um dos bebês será menino.  Mas a sua ausência, significa que os dois bebês são do sexo feminino.

Depois de realizado o exame, a futura mãe precisará aguardar mais 5 dias para saber do resultado.

Importante: Apesar de ser um exame com 99% de acertos, para que isso aconteça, a mulher não pode ter se submetido a transplante de órgãos e nem transfusão de sangue.

 

Como é possível descobrir o sexo do bebê através do sangue materno

 

 

Os nutrientes, vitaminas e outras substâncias são transmitidos para o bebê através da placenta. Simultaneamente a esse, acontece também a transmissão do DNA do feto para o sangue materno.

Os cromossomos masculinos são representados pro Y, e os femininos por X. Dessa forma fica simples entender de que se aparecerem cromossomos Y, obviamente que será um menino. E se aparecer cromossomos X, certamente será uma menina.

 

Valores cobrados para fazer o teste de Sexagem Fetal

 

 

Com respeito aos valores cobrados pelos laboratórios para a realização desse teste, esses dependem bastante da região. Pois pode variar de R$ 300,00 reais a R$ 1.000,00 reais.

Por ser um exame mais a título de curiosidade para saber o sexo do bebê, este não é coberto nem pelo SUS e nem por planos de saúde.

Também é importante lembrar de que esse exame só revela o sexo da criança, e nada mais. Apesar de ter um custo não muito acessível em algumas regiões, o exame não oferece nenhuma informação quanto a saúde do feto.

Possibilidade de erros no resultado do exame – já adiantamos de que existe 99% de acertos no resultado do exame. Mas como se trata de um exame de laboratório, e levando-se em conta de que a biologia não é uma ciência exata, é importante levar em consideração esse 1% restante como possibilidade de erro.  É muito difícil acontecer, mas a possibilidade existe, não podemos negar.

 

Testes de sexagem fetal de farmácia

 

 

Hoje já é possível encontrar o teste de sexagem fetal de farmácia. No entanto, este traz o mesmo princípio de determinar o resultado através da presença ou não do cromossomo Y.

Apesar de ser bem mais prático de fazer do que o exame laboratorial, este traz menor  chance de precisão.

Por conta disso, o ideal é que a gestante, aguarde pelo menos até a 12ª semanas de gestação, para garantir de que o exame de farmácia seja mais confiável.

E se for analisar o curto benefício, por se tratar de confiabilidade e precisão, este de farmácia, acaba não sendo vantajoso.

 

Como funcionam os testes sexagem fetal de farmácia

 

Muito parecidos com os testes de farmácia que confirmam a gestação, os de sexagem, também são feitos através da primeira urina da manhã.

E o legal é que em apenas alguns minutos é possível descobrir qual é o sexo do bebê.

O resultado é determinado por cores, sendo que o laranja é para menina e o verde para menino.

Como usar esse teste

No kit vem um copinho com cristais no fundo, através dos quais acontecerá a reação. Tem também uma seringa sem ponta, com a qual a mulher deverá colher a primeira urina da manhã.

Esta urina deverá ser injetada dentro do copinho, que deverá ser agitado suavemente, por aproximadamente 10 segundos.

em seguida, o copinho deverá ser colocado sobre um papel branco sobre uma superfície plana. deixe assim de 5 a 10 minutos.

Então, deverá observar a cor e comprar com as instruções da embalagem.

 

Quando não deve fazer fazer testes de farmácia

 

Para que os resultados sejam de fato, mais confiáveis, não deverá ser feito em algumas condições como:

  • Gestações após 32 semanas;
  • Se teve relações sexuais nas últimas 48 horas;
  • Se fez algum tratamento recente para fertilidade, com base em progesterona;
  • Se está grávida de gêmeos, especialmente se forem de sexo diferente;
  • Em casos de inseminação artificial.

Isso acontece , porque em qualquer dos casos acima, pode haver alteração hormonal, não possibilitando um resultado confiável.

 

Casos de contraindicação

 

Não existem contraindicações, a não ser pelo resultado dos exames. Isso, porque alguns fatores poderão influenciar negativamente, entre eles:

  1. Transfusão sanguínea ou transplante – É comprovado que nestes casos é possível que células do doador interfiram no resultado do exame. possibilitando dessa forma, um falso resultado do sexo do feto.
  2. Antes de 8 semanas de gestação – O resultado poderá não ser positivo, uma vez que a gravidez ainda é muito recente. O ideal é sempre fazer o teste  após 8 semanas.
  3. Gravidez de gêmeos – o teste até poderá ser feito, mas poderá dar resultados diferentes:
  • Gêmeos Univitelinos – Nestes casos se aparecer o cromossomo masculino, os 2 fetos serão meninos. Já se houver a ausência do cromossomo Y, significará que serão 2 meninas.
  • Gêmeos Bivitelinos – A eficácia do exame de sexagem nestes casos é bem menor. Isso acontece porque os gêmeos não dividem a mesma placenta. Sendo assim, o resultado do exame deverá ser analisado da seguinte forma: Se aparecer o cromossomo Y, pelo menos um dos fetos será masculino. Já nos casos da ausência do cromossomo Y, confirma-se a gravidez de 2 meninas.

4. Gravidez Múltipla – Nestes casos, o resultado não será confiável. Nestes casos o ideal é esperar um pouco mais, e fazer uma Ultrassonografia.

5. Abortamento subclínico  – esta é um situação de aborto espontâneo onde poderá acontecer de 1 ou mais embriões morrerem, nos casos de gravidez múltipla.

O DNA do feto abortado, poderá se pronunciar no sangue materno por até 2 semanas, e no caso do embrião do sexo masculino, o resultado será duvidoso.

 

Uso de medicamentos interfere

 

Com exceção de alguns tipos de antibióticos e antivirais, os medicamentos não interferem nos resultados.

Se você mulher, que está nos primeiros dias de gestação, e  não consegue esperar tanto tempo para descobrir o sexo de seu filho, tem essa opção.

No entanto é importante salientar, de que é um teste ou exame que só trará eficácia após 8 semanas de gestação. E ainda lembrando de que, nos casos acima citados, não será viável.

Então, o exame de Sexagem Fetal, só é garantido após o segundo mês de gestação. Mas certamente que é uma alternativa para quem não aguenta esperar, pois a curiosidade é incontrolável.