Conheça as Vacinas que o bebe deve tomar

Vamos falar aqui sobre as vacinas que o bebe deve tomar no seu primeiro ano de vida para prevenir doenças que podem ser causadoras de muitos problemas. Então:

Com 1 mês de vida

Vacina BCG – esta é em dose única no braço direito, logo que o bebe nasce, e protege contra a tuberculose em suas diferentes formas. A vacina é produzida a partir do próprio bacilo causador da doença. Normalmente não acontece reação alguma, mas pode aparecer um nódulo após 2 ou 3 semanas. E depois finaliza-se com uma cicatriz.

Hepatite B – a primeira dose é dada no primeiro mês e protege contra a hepatite B, doença por infecção viral que pode acontecer em qualquer momento. A vacina também é produzida a partir do próprio vírus e deve ser administrada em 3 doses.

vacinas que o beb%C3%AA deve tomar 410x200 Conheça as Vacinas que o bebe deve tomar

Com 2 meses de vida

Hepatite B – agora é a segunda dose.

DTP – contra difecteria, tétano, e coqueluche. Agora é a primeira dose. É uma composição a partir de partes da bactéria causadora da coqueluche e toxinas inativas do tétano e difecteria. Pode causar dor e febre entre outros efeitos. Deve-se aplicar 3 doses mais 2 de reforço.

Hib – a primeira dose. A vacina protege contra a bactéria Haemophilus B, que é a causadora de doença graves como a meningite, epilglotite, pneumonia. É intramuscular em 3 doses e mais 1 ou 2 de reforço. Feita a partir das bactérias das doenças.

[bws_related_posts]

Pólio oral ou inativa – Primeira dose. Protegendo contra a paralisia infantil essa vacina aparece na fórmula Sabin ou trivalente oral, produzida a partir do vírus vivo atenuado ou a Salk produzida a partir do vírus inativo. Esta precisa de 3 doses e 2 de reforço.

Rotavírus – a primeira dose. Contra o rotavírus que provoca a diarreia. Administrada por via oral em 2 doses é conseguida a partir do vírus atenuado.

Pneumocócica conjugada – protege contra a pneumonia e meningite e neste mês deve acontecer a primeira dose. É feita a partir de 13 sorotipos dos pneumococos. Precisa de 3 doses e 1 reforço.

Importante: pode acontecer de conjugar vacinas como a Hib, pólio e Hepatite B, optando pela vacina Hexavalente.

Com 3 meses de vida

Menigocócica B – primeira dose. Protege contra a meningite C que é uma forma grave da doença. Precisa de 2 doses e 1 de reforço.

Com 4 meses de vida

DTP – esta é a segunda dose.

Hib – Haemophilus Influenzae . agora é a segunda dose.

Pólio oral ou inativa – agora é também a segunda dose.

Rotavírus – também é a segunda dose.

Pneumocócica conjugada – a segunda dose.

Importante: você poderá optar por conjugar a DTP, Hib e Pólio, fazendo a vacina polivalente.

Com 5 meses de vida

Meningocócica C – agora é a segunda dose.

Com 6 meses de vida

Hepatite B – terceira dose.

DTP – terceira dose.

Hib – também a terceira dose.

Pólio oral ou inativa – também a terceira dose.

Rotavírus – a terceira dose.

Influenza – a primeira dose. Esta protege contra os vírus causadores da gripe. a vacina deve ser aplicada em duas doses com um intervalo de 1 mês, isso devido aos vírus da gripe sofrerem modificações. Produzida a partir do vírus morto, deve ser aplicada anualmente.

Importante: podem-se juntar as vacinas Hib, DTP, pólio e Hepatite B, tomando a vacina Hexavalente.

Com 1 ano de vida

Menigocócica C – a dose de reforço.

SCR – contra sarampo, rubéola e caxumba, esta é a primeira dose. Protege contra os vírus acima descritos que podem levar a complicações mais graves como o sarampo que pode levar a pneumonia, a caxumba que pode levar a inflamação da glândula parótida e a rubéola que pode causar consequências graves as grávidas. Produzida a partir do vírus vivo atenuado. Deve ser feitas duas doses, sendo a primeira com 1 ano de idade e a segunda dos 4 aos 6 anos.

Varicela – contra as formas mais graves da doença que causa vesículas pelo corpo provocadas por vírus. A doença causa febre e baixa da imunidade. a vacina é criada a partir do vírus vivo atenuado, e a primeira dose deve ser com 1 ano e a segunda quando a criança já estiver em idade escolar.

Importante: se você quiser conjugar a vacina da varicela e SCR, poderá fazer a Tetravalente viral.

Hepatite A – protege contra esta infecção que afeta o fígado, a vacina é produzida a partir do vírus inativo, e deve ser realizada em 2 doses, com um intervalo de 6 meses.

Então, agora você já tem uma noção das principais vacinas que devem ser aplicadas no primeiro ano de vida. Mas existem outras que seguem a partir de 1 ano e você deverá ficar atenta. Algumas destas vacinas devem ser tomadas até quando já adultos, e você deverá se orientar seguindo a carteirinha que deve ser levada para anotar cada vez que você for dar uma vacina.

Cuidados com as vacinas

  • Ser pontual com as vacinas faz toda a diferença.

  • Não devem ser vacinadas crianças com alergias e gripes ou resfriados.

  • Podem acontecer reações como febre, dor de cabeça, dor no local, irritabilidade, mas são brandos e normais.

  • Você poderá aplicar nos postos de saúde públicos ou em clínicas especializadas. Mas tenha sempre a carteirinha na mão.

  • Conjugar as vacinas faz com que a criança sobra menos.

  • Se a vacinação do seu filho está em dia, não precisa aderir as campanhas.

  • Se não protege de um todo, a vacina ameniza os sintomas da doença.

Leia também:
VACINAS que o bebê deve tomar até os 5 anos

Vacinas para Mulheres Gestantes Recomendadas e Indispensáveis

Caxumba em Bebê e criança Pequena, Tratamento

Remédio Infantil para Febre e dor no Corpo, Nomes

Repelente para Bebê ( Nomes, Preço, Como Usar )