Eletrocoagulação para verrugas : Conheça o tratamento

A eletrocoagulação para verrugas é um procedimento bastante usado pelos dermatologistas, para tratar especialmente das verrugas causadas por vírus.

Também servem no tratamento de queratoses seborreicas, queratoses actínias que são as pré cancerígenas, carcinoma basocelular que são os cânceres de pele não melanoma, manchas especialmente em peles negras, acro códons entre os problemas dessa natureza.

É importante ter o diagnóstico preciso de um dermatologista que irá indicar qual seja o melhor tratamento para cada caso.

Este é um procedimento bastante simples, que já vem a tempo sendo utilizado para este fim, e se mostra bastante eficaz. E o melhor é que não exige que o paciente leve pontos no local.

Como são causadas as verrugas

 

Estas que se apresentam como saliências na pele, normalmente não são dolorosas, e tem causa por infecção viral, especialmente pelo vírus Papiloma Vírus Humano que é normalmente conhecido como HPV .

Estas geralmente são inofensivas, e assim como aparecem, muitas delas podem desaparecer com o tempo. Mas elas variam em formato, tamanho e cor, textura, que pode ser lisa ou rugosa, e podem aparecer em qualquer parte do corpo.

Eletrocoagulação para verrugas

Estas podem aparecer até por cortes ou lesões na pele, e são bastante comuns em crianças. Aparecem muito também em partes onde são de costume depilar.

Mas, são também transmitidas de pessoa para pessoa, em banheiros, piscinas, clubes e também em academias.

São também transmitidas sexualmente e ninguém fica imune a infecção, sendo possível que esta aconteça toda vez que a pessoa se expor.

Quem está sujeito a verrugas

 

Todas as pessoas estão sujeitas a este tipo de contaminação. Mas, é importante saber que algumas ações favorecem ainda mais a contaminação:

  • Neste caso as crianças e pré adolescentes que estão sempre sofrendo lesões na pele, pode estar mais susceptíveis.

  • O hábito de roer unhas favorece o aparecimento das verrugas.

  • A baixa imunidade ou a contaminação com HIV ou doenças auto imunes também favorece.

 

Tipos de verrugas

 

Existem vários tipos de verrugas compreendendo:

  • Verruga plantar

  • Verruga genital

  • Verruga subungual

  • Verruga periungual

  • Verruga filiforme

  • Verruga comum

  • Verruga vulgar

  • Verruga plana

 

Preocupação com a aparência

 

Não existe motivo para tanta preocupação com as verrugas, pois normalmente estas não trazem células cancerosas. Mas, elas devem ser tratadas pelo fato de que podem se espalhar pelo corpo, e apesar de terem a tendência a regredir, podem levar um longo tempo.

tratamento eletrocoagulacao verrugas

O maior incômodo causado pelas verrugas é justamente o fator estético, e também quando estas se localizam num ponto onde possam ser pressionadas. Nestes casos o melhor é tirar. e a eletrocoagulação é um dos métodos bastante eficientes na recuperação deste problema.

Mas como acontece a eletrocoagulação

 

Através de uma faísca, o aparelho tem por objetivo a destruição do tecido lesionado através da desidratação, ruptura carbonização celular. E é importante salientar que somente médicos dermatologistas podem fazer tal procedimento, que devem ser realizados normalmente em clínicas.

Como é feito?

 

 

Normalmente começa-se o procedimento pela injeção de uma anestesia local, e depois é feita a eletrocoagulação do tecido, sendo que imediatamente deve ser feita a curetagem para a remoção do tecido.

Em seguida é realizado uma nova eletrocoagulação, só que dessa vez mais suave, simplesmente para parar o sangramento. A crosta endurecida que ficará depois do procedimento, é normal, e deverá ir sendo eliminada aos poucos, por consequência da cicatrização.

Este procedimento também pode ter associação com a retirada da lesão com a ajuda de lâminas. Neste caso estas devem ser removidas antes da eletrocoagulação. O resultado quanto a estética é bastante satisfatório.

Quanto tempo leva cada sessão

 

 

A Eletrocoagulação para verrugas não é assim tão demorada, e leva em média 40 minutos. O número de sessões deverá ser determinado pelo médico, segundo a necessidade específica em cada caso.

Vantagem da eletrocoagulação para verrugas

 

 

A grande vantagem deste tratamento, segundo especialistas é justamente a rapidez com que este é feito, e a facilidade de cicatrização após o procedimento.

Dicas importantes

  • O tratamento contra as verrugas sempre costuma levar a bons resultados, mas, é importante saber que quanto mais cedo você o fizer, melhor será o resultado.

  • Nunca queira acabar com as verrugas por conta própria, pois você poderá causar infecções graves.

  • O ideal é buscar a ajuda de um dermatologista que irá determinar que tipo de verruga é, e qual será o melhor tratamento.

 

Eletrocoagulação para HPV

 

 

Uma infestação por HPV pode ser tratada de formas diferentes. Porém, quando essa infestação é mais agressiva, com riscos de promover outras doenças, especialmente para a mulher, é necessário um tratamento com a Eletrocoagulação.

O tratamento é feito com anestesia local, mas apenas para lesões externas. É importante lembrar que no caso de lesões vaginais, anais ou cervicais, a Eletrocoagulação não é recomendada.

Apesar de ser eficaz, se torna mais complicado controlar os efeitos provocados pelo tratamento quando em lesões internas.

Nesse caso, pode ocorrer lesões nos tecidos e até mesmo provocar necrose nas estruturas tubulares como no canal da vagina ou anal. Por isso, o tratamento será desaconselhado.

Sabendo desses riscos, o médico responsável irá recomendar outros tratamentos, como, por exemplo a vaporização a lazer ou o uso de medicamentos específicos para garantir a segurança da paciente.

 

Eletrocoagulação na Face

 

 

Muito recomendado pelos médicos dermatologistas, a Eletrocoagulação na região facial é muito eficaz para tratar de verrugas diversas e manchas, desde que o problema não ofereça riscos maiores como no caso de um câncer de pele.

Para o tratamento, primeiramente o paciente será anestesiado e, depois da eletrocoagulação, poderá ainda ser necessário uma curetagem para a remoção do tecido doente ou necrosado. Depois disso, é feito uma nova eletrocoagulação, agora mais branda, apenas para estancar o sangramento.

Depois do tratamento, a lesão mostrará uma crosta dura que será eliminada no decorrer dos dias na medida em que acontece a cicatrização.

Para o tratamento, cada sessão tem uma duração aproximada de 40 minutos. Quanto ao número de sessões para o tratamento, isso vai depender da situação estética do paciente.

Depois do tratamento, o médico certamente vai recomendar alguns cuidados para o paciente. Os conselhos devem ser seguidos à risca para evitar possíveis complicações.

 

Como é feita no colo do Útero

 

 

A Eletrocoagulação  para verrugas no colo do útero é recomendada quando existem feridas provocadas por HPV, infecções vaginais ou alterações hormonais, entre outros fatores. Além disso, o tratamento também será recomendado em casos de corrimento ou sangramento excessivo que acontecem sempre após o contato sexual.

Costumeiramente, o processo acontece com a queima das lesões existentes no colo do útero, permitindo que novas células, agora saudáveis se desenvolvam na região tratada.

O tratamento acontece de forma semelhante ao Papanicolau. A mulher deve retirar a roupa, da cintura para baixo e deitar-se sobre a maca do ginecologista com as pernas ligeiramente afastadas para permitir a introdução de um Espéculo que irá manter o canal vaginal aberto.

Feito isso, o ginecologista anestesiará o colo uterino para garantir maior segurança para a mulher que não sentirá dor durante o procedimento. Com essa garantia, o médico introduzirá o aparelho que irá queimar as lesões existentes no local.

Esse procedimento pode levar de 10 a 15 minutos. Depois disso, a mulher estará liberada para voltar para casa sem a necessidade de permanecer internada.

Mas por se encontrar sob os efeitos da anestesia, é imprescindível que ela se apresente para o tratamento acompanhada de alguém que se responsabilizará em conduzi-la para casa.

 

Valor da Eletrocoagulação

 

 

Quanto aos valores para esse tratamento, certamente que isso é bem relativo. Na verdade,  é preciso avaliar as condições clínicas do paciente e o tipo de procedimento que será feito.

Além disso, existem outros fatores que podem influenciar nesses valores, tais como:

  • Profissional que fará o tratamento,
  • Clínica procurada para o tratamento,
  • Região do país onde vai acontecer o procedimento,
  • Área do corpo a ser tratada,
  • entre outros fatores.

O que podemos adiantar é que uma sessão de Eletrocoagulação, infelizmente não é barata, mesmo em se tratando de um tratamento estético apenas.

Por isso, se o seu desejo é retirar as verrugas da pele, busque por um bom dermatologista e confira com ele o valor do tratamento.

Já para situações complicadas que envolvem o colo uterino, o tratamento pode ser agendado pelo SUS.

 

Cicatrização após o procedimento

 

 

O tempo de cicatrização para um procedimento estético com a eletrocoagulação varia de um indivíduo para outro. É preciso levar em conta o sistema imunológico de cada paciente e também o tamanho da área tratada.

Ademais, é preciso avaliar os cuidados que cada paciente irá tomar no período de recuperação. Mas em geral, após 30 dias do procedimento, os resultados já serão percebidos de forma bem satisfatória.

É necessário usar pomada pós Eletrocoagulação?

 

 

Todo procedimento que envolve um ferimento da pele, certamente precisa de cuidados durante o processo de cicatrização. Por isso, o médico deverá recomendar uma pomada específica com ação anti-inflamatória ou antibacteriana, por exemplo.

Além disso, pode-se buscar por soluções naturais para acelerar a cicatrização com maior segurança e, nesse caso, o gel de babosa (aloe vera), é um produto natural bastante recomendado.

 

Cuidados pós tratamento

 

 

Já comentamos acima de que após o procedimento envolvendo uma Eletrocoagulação para tratamento, forma-se uma crosta sobre a pele que não deverá ser removida a força.

Essa crosta sairá a seu tempo, naturalmente enquanto acontece o processo de cicatrização. Também já adiantamos que o tempo de recuperação vai variar de acordo com o trauma provocado na pele.

Enquanto isso, o indivíduo precisa evitar se expor ao sol, especialmente nas horas mais impróprias do dia.

Ademais, é importante cuidar com a alimentação especialmente no período de recuperação. Ingerir sucos naturais ou frutos que contenham vitamina C contribuirá para a formação do Colágeno, acelerando a cicatrização.

Ainda durante o primeiro mês de recuperação, fique atento a sintomas como, coceira, vermelhidão ou alguma alteração estranha na pele. Qualquer dúvida, não exite em buscar conselhos de médico que realizou o tratamento.

Qualquer complicação no processo de cicatrização poderá influenciar negativamente na aparência da pele. Por isso, siga as recomendações médicas com consciência e cuide-se.

 

Vacina contra o HPV

 

 

Estas vacinas estão especialmente indicadas para prevenir a infecção genital. A infecção genital pode levar ao câncer genital. É por isso que a vacina se faz uma medida preventiva que é autorizada para meninas a partir dos 9 anos de idade.

Esta vacina deve ser preferencialmente aplicada antes do início da vida sexual na menina e já está disponível nas redes de saúde pública. Porém, para os meninos estão disponíveis apenas na rede particular.

Então, é isso, você já sabe o que causa, como se prevenir, como tratar, especialmente através da eletrocoagulação das verrugas. Fique atenta ou atento, e livre-se deste problema.