Desenvolvimento do bebê com 12 meses, um ano de vida

Quando o assunto é o desenvolvimento do bebê com 12 meses, muita coisa boa pode ser relatado, mas o que chama a atenção é que nessa fase da vida, a criança é mais anti-social do que alguns meses antes, e estranha muito ficar longe da mãe e, por vezes não se anima nem com a presença do pai.

Vamos então, a outros comentários que dizem respeito ao desenvolvimento de uma criança no seu primeiro ano de vida.

O que o Bebê de 1 ano faz

Nessa fase da vida, a criança pode apresentar um gênio mais agressivo, pois briga facilmente quando algo não acontece como ela deseja. Torna-se teimosa e até tem acessos de raiva, batendo a cabeça, jogando objetos ao chão, entre outras atitudes que devem logo receber a reprovação dos pais, sempre com amor.

Quando isso acontece, também é importante que os pais procurem saber o motivo dessas atitudes da criança, pois pode estar acontecendo algo mais grave do que uma simples birra da criança.

Mais uma atitude que demonstra um egoismo natural no ser humano é quando um bebê com apenas 1 ano de idade, já é capaz de negar um brinquedo para o amigo e exigir dele, um brinquedo que não é seu.

Essa atitude egoística é mais uma situação muito comum nessa fase da vida do bebê e mais uma atitude que recheado de muito amor, os pais deverão corrigir, assim que percebida.

Aprendizado da linguagem

No desenvolvimento do bebê com 12 meses também é possível perceber que a criança já consegue falar pelo menos umas 6 palavras e ainda pode imitar com muita descontração alguns sons e sinais que os pais ou outras pessoas ensinam para elas.

Quando os pais ou responsáveis tiram tempo para ler e contar historinhas infantis para o pequeno, em pouco tempo, ele já é capaz de identificar alguns desenhos ou então, apontar pelo nome algumas partes do corpo que aprenderam a identificar.

Desenvolvimento Intelectual

Aos 12 meses de vida, a criança brinca com os brinquedos com muita disposição e ao brincar com blocos de montar, encaixa os brinquedos com certa facilidade e motivação.

Além disso, a criança nessa idade já consegue atender a uma ordem da mãe ou de outra pessoa com quem tem afinidade, mas também já é bem egoísta querendo que as atenções sejam voltadas só para ela.

Com 1 ano de vida o bebê já é um explorador nato, pois a curiosidade é cada vez maior e quer conhecer tudo o que a sua visão alcança. Sua percepção visual é tal que é capaz de identificar um objeto conhecido num desenho e apontá-lo.

O bebê já consegue compreender algumas perguntas mais simples e tem paixão por sons ritmados e por isso, também apreciam bastante os brinquedos que apresentem um ruido diferente como, por exemplo, os brinquedos musicais.

Desenvolvimento Motor

Com 1 ano de idade, a criança já consegue andar com a ajuda de um adulto ou apoiando-se nos móveis ou na parede e continua muito curiosa, sempre atenta a tudo o que passa ao seu redor. Na verdade, quase que podemos afirmar que essa é a fase da vida em que a criança quer mesmo é andar, depois que descobriu que isso é possível. 

Por isso, não se cansa em pedir para que um adulto a ajude e o ânimo é tanto que até o colo é capaz de rejeitar para ser colocada no chão e exercitar as caminhadas.

A criança também já é capaz de entender algumas ordens, mas é muito importante não descuidar-se dos perigos e, por isso, a atenção com o pequeno precisa ser levada a sério.

Quando acordada, a criança não para e, por isso, é importante limitar em parte, os espaços para que ela possa trafegar, o que ficará mais seguro para ela.

Nessa época na vida do bebê é muito comum os acidentes, pois a criança, mesmo pressentindo algum perigo, já que sabe reconhecer uma ordem, é muito ingênua e facilmente se envolve em acidentes.

Por isso, é importante voltar a atenção para alguns cuidados, tais como:

  • Colocar rede de segurança nas sacadas e varandas de apartamento,
  • Colocar grades nas janelas de apartamentos,
  • Cobrir as piscinas ou privar a entrada das crianças quando não tem alguém por perto,
  • Deixar os portões para a rua bem trancados,
  • Evitar a entrada da criança no ambiente da cozinha, a menos que entre acompanhada por um adulto,
  • entre outros cuidados.

Em suma, a idade entre 1 e 2 anos da criança, é a fase em que é sempre necessário ter um adulto responsável para ficar de olho na criança enquanto ela está acordada.

Também aos 12 meses de vida, a criança já consegue alimentar-se sozinha, mesmo fazendo muita bagunça ainda, mas os pais devem incentivá-la sempre.

Sinais de Preocupação

Em cada fase de vida do bebê é preciso ficar atento ao seu desenvolvimento, pois, pode até ser mais acelerado, porém, se existe um retardo mais expressivo nesse desenvolvimento, é importante buscar por ajuda médica para investigar o que está acontecendo. 

Da mesma forma, o desenvolvimento do bebê com 12 meses também precisa ser observado. Alguns sinais anormais para um bebê nessa idade, é digno de preocupação, tais como:

  • O bebê não consegue se manter de pé,
  • O bebê não consegue se deslocar direito, mesmo com a ajuda de um adulto,
  • O bebê não consegue pegar e segurar um brinquedo ou por vezes, consegue fazê-lo apenas com uma mão,
  • O bebê não atenta a sons diferentes ou mesmo a chamados, mesmo sendo da própria mãe,
  • O bebê não se mostra interessado pelo que se passa à sua volta.

Se  bebê apresentar 1 ou mais desses sintomas já aos 12 meses de vida, precisa ser consultado por um pediatra para que se descobra o que está acontecendo.