Desenvolvimento do bebê de 10 meses de vida, conheça

Saber como um bebê se desenvolve mês a mês depois que vem ao mundo é por demais importante. Pois existem expectativas que precisam ser alcançadas. O que ajuda a comprovar de que o desenvolvimento está acontecendo de forma correta e saudável.

Por isso, então, vamos a seguir, tecer alguns comentários sobre como deve ser o desenvolvimento do bebê de 10 meses de vida. O objetivo é ajudar os pais de primeira viagem que estão com o filho recém-nascido. Ainda precisamos lembrar de que a criança deve ser levada todo mês ao pediatra responsável para ser avaliado.

 

Medidas físicas e peso

 

Apesar de existir uma tabela de referência estabelecida pela Organização Mundial de Saúde, quando se trata de medidas e peso das crianças, é importante lembrar de que estas podem variar. E tanto podem variar por fatores genéticos como por hábitos alimentares, entre outros.

Mas de acordo com a tabela, 1 bebê de 10 meses:

  • Medirá mais ou menos 70 – 71  cm de altura;
  • E pesará mais ou menos de 9,1 a 9,3 kg.

 

O sono nesta Fase

 

Com apenas 2 meses para chegar a 1 ano de idade, seu bebê já está dormindo melhor. E ainda continua dormindo até 12 horas por noite, e cochila de 1 a 2 vezes ao dia, de 1 a 2 horas.

Até mesmo pela curiosidade, nem sempre é muito fácil uma criança nesta fase dormir com facilidade.

Por isso, se faz necessário que um ritual do sono seja estabelecido para ajudar seu bebê. E para tanto poderá ser contada uma historinha, colocada uma música ou algo assim, mas que seja uma regra constante.

É normal que alguns bebês nessa fase, ainda tenham o costume de acordar várias vezes durante a noite. E também é importante que eles não sejam respondidos já no primeiro choro. Assim, poderão logo entender de que deverão voltar a dormir por conta própria.

 

Alimentação nesta Fase

 

É de suma importância que nesta fase da vida, o bebê tenha na sua alimentação já uma variedade de alimentar. No entanto, é importante que se tenha muito cuidado, pois seu aparelho digestivo ainda é bastante sensível.

Apesar de o paladar estar em total desenvolvimento, torna-se de essencial importância lembrar de que o leite ainda é sua principal alimentação. E dele depende o seu crescimento adequado.

Sendo assim, já é possível estabelecer a distribuição alimentar durante o dia. Devendo este se compor de 2 refeições pastosas e 2 mamadeiras. E o bacana, é que nesta idade, é bem provável que seu bebê já se sente, e portanto fica fácil se o colocar na cadeirinha.

Como eles na sua maioria já tem dentinhos, mas são poucos, ainda não tem condições de mastigar alimentos em pedaços grandes e sólidos. E portanto, a alimentação e os novos sabores e nutrientes deverão ser introduzidos aos poucos e em forma pastosa.

Importante lembrar de que para que a alimentação seja completa deverá conter alimentos construtores, reguladores e energéticos. Assim, verduras, legumes, frutas, carne e carboidratos.

Obs.: Tome cuidado ao introduzir ovo na alimentação do seu bebê, pois nunca deverá ser 1 inteiro, uma vez que é altamente alérgico.

Quanto de água o bebê bebe

 

Já se sabe que a ideia, segundo os pediatras, é de que o bebê deverá começar a tomar água a partir dos 6 meses de vida. Idade esta em que os novos alimentos começam a ser introduzidos.

Sabe-se também que se este alimenta-se exclusivamente do leite materno, não tem a necessidade de tomar água, chá ou algo que se assemelhe. Uma vez que o leite já contém a água necessária.

Segundo médicos, o estômago do bebê até os 6 meses de vida, é bastante pequeno. Sendo assim, a água poderá influenciar nas mamadas. Fazendo com que este mame menos, perca grande parte dos nutrientes necessários.

Mas enfim, o fato é que a partir dos 7 meses, outros alimentos começam a ser introduzidos no cardápio diário do bebê. E portanto, a necessidade de água será de 800 ml diários. Desses, 600 ml deverá ser na forma líquida, ou seja água, suco ou leite.

É importante que o bebê se acostume logo a tomar água pura, sem cor, nem cheiro. E esta deverá ser oferecida várias vezes ao dia.

A partir de 10 kg de peso, é necessário que o bebê tome pelo menos 100ml para cada kg de peso diariamente.

 

 

O que o Bebê de 10 meses faz

 

 

Um bebê com 10 meses de vida, já quer mostrar sua independência e começa a querer se alimentar sozinho. Mesmo não conseguindo ainda segurar uma colher.

Segura muito bem os biscoitos entre os dedinhos. E procura trocar o talher pelos dedos quando o alimento é servido no prato.

Mesmo se sujando e fazendo muita bagunça com os alimentos, os pais devem deixar que a criança se vire por conta própria.  Pois é justamente essa a ideia, promover a independência da criança.

Depois de todo o esforço para se alimentar, certamente vai sobrar algum alimento no prato. E, só então, é preciso agir e com uma colher própria ajudar a criança a terminar a alimentação.

Aos 10 meses de vida, já é capaz de tentar resolver alguns problemas sozinho.  Como, por exemplo, buscar por um brinquedo que entra embaixo de um móvel.

Aos 10 meses, o bebê pode até ter algumas noites de sono tranquilas. Mas por conta do nascimento dos dentes, também podem passar muitas noites sem dormir direito.

Nessas situações, a mãe deve massagear as gengivas da criança. Ou usar algum tipo de medicamento recomendado pelo pediatra para amenizar o desconforto para a criança.

 

Aprendizado da linguagem

 

 

Com 10 meses de vida, o bebê já gosta de tentar imitar outras pessoas. E nesse tempo, pode juntar algumas sílabas com sons diferenciados, quando se dirigem para conversar com os pais.

É muito comum elas balbuciarem palavras como: não, mamã, papá, babá, entre outras.  Palavras que escuta no seu dia a dia, e, geralmente surpreende com alguns gritos de satisfação.

 

Desenvolvimento Intelectual

 

 

O bom desenvolvimento do bebê de 10 meses de vida, permite que ele identifique alguns objetos e saiba para que servem.

Quando está acordado, nem sempre quer colo, gosta mais de ficar sentado ou em pé, andando para todo lado apoiado na parede ou em móveis, mas fica muito chateados se a mãe ou outra pessoa querida pega outra criança no colo.

Também exige muita atenção de quem está por perto e detesta ficar sozinho e pode chorar bastante se os pais se ausentarem, mesmo que seja por alguns instantes apenas, pois não se sentem seguros o bastante com outras pessoas, mesmo que estas convivam com a família.

Com 10 meses de vida, o bebê já sabe diferenciar as partes do seu corpo e com isso, respondem facilmente ao que os pais lhes pedem. Para ajudar no desenvolvimento do cognitivo da criança é importante que os pais ou responsáveis contem-lhes histórias infantis que possam enobrecer e ajudar para o futuro e com certeza também ajudarão a fortalecer cada vez mais os laços afetivos.

O bebê com 10 meses já sabe falar o próprio nome, o nome do pai e também da mãe e em geral, é uma fase em que eles são bem humorados, salvo aqueles momentos mais nervosos.

Por conta do humor, o bebê ri por qualquer coisa mais engraçada que os pais falam, uma ótima oportunidade para ensinar a criança quando eles aprovam ou reprovam algumas atitudes delas.

 

Desenvolvimento Motor

 

 

O bebe de 10 meses ele já tem condições de pronunciar a palavra “não ” e também “tchau” e, além disso, engatinha muito bem se deslocando por todos os ambientes. Tem muita facilidade para ficar em pé agarrado aos móveis e ainda consegue abanar a mão gesticulando para dizer “tchau”.

Também com as mãos, tem condições de segurar dois brinquedos ou então tirar objetos de algum recipiente ou ainda segura objetos usando apenas o dedo indicador e o polegar. 

Pelo fato de gostar transitar pela casa toda, é importante manter as tomadas de energia elétrica com o protetor, pois os pequenos costumam colocar o dedinho no furo dos polos, o que pode causar acidentes muito graves.

Essa é a época de oferecer os brinquedos de borracha para elas, desde que sejam inofensivos para a saúde, pois além de brincar elas podem querer levá-los à boca. Em geral, os pequenos costumam se apegar muito à esses brinquedos e choram quando não os tem por perto.

 

Sinais de Preocupação

 

 

Para cada fase de vida, devem ser observados alguns sinais referentes ao desenvolvimento da criança que comprovam de que estão levando uma vida saudável.

Para o desenvolvimento do bebe de 10 meses de vida ser considerado normal, é preciso ficar atento a alguns sinais, tais como:

  • Se ele consegue ficar sentado sem dificuldades e por um um bom tempo,
  • Se ele se mostra interessado pelo que acontece ao seu redor e também gosta de brincar descontraidamente,
  • Se ele apresenta uma boa interação com os adultos,
  • Se ele costuma reconhecer bem a voz ou a imagem dos pais sem dificuldades,
  • Se a sua reação quanto ao que acontece ao seu redor é normal ou se ele se mostra passivo demais.

As condições acima devem ser identificadas de forma positiva, pois do contrário, algo de errado pode estar acontecendo e, nesse caso, é importante comunicar o pediatra responsável para identificar os possíveis transtornos.

Suplementação vitamínica

Sabe-se que a deficiência vitamínica e de minerais importantes para o organismo, podem afetar negativamente o desenvolvimento físico e mental da criança.

E se você observar na própria Carteira de Saúde do seu filho, irá encontrar dicas sobre os cuidados de suplementação que devem ter. Veja:

Carência ferropriva – que é a falta de ferro no organismo, poderá desencadear uma anemia. E por consequência outros problemas como cansaço, fraqueza, falta de apetite e indisposição da criança, até mesmo para brincar.

Por isso, , é indicado que toda criança dos 6  a 24 meses deverá tomar o suplemento de ferro.

Carência de vitamina A – a hipovitaminose A, ou seja carência de vitamina A no organismo, poderá causar atrasos no desenvolvimento da criança, tanto físico como mental.

Sendo assim, é dito que toda criança de 6 a 59 meses deverá fazer a suplementação de vitamina A.  Isso porque essa vitamina protege a visão, diminui o risco de diarreia e de infecções respiratórias. Além de que colabora no desenvolvimento e crescimento da criança.

O Desenvolvimento do bebê de 10 meses de vida exige tanto cuidado quanto em outra fase qualquer do seu desenvolvimento, e portanto, os pais devem ficar de olho sempre!!!!