Melhores Posições que o bebê deve dormir e ( Cuidados antes do sono)

Quando um bebê chega para o seio da família, todos os cuidados são poucos, pois ele ainda é tão indefeso e nem sabe se cuidar por conta própria, não é mesmo?

E especialmente para mães que são marinheiras de primeira viagem, em se tratando de cuidados, muitos questionamentos chegam.  E nem todos conquistam respostas imediatas.

Hoje vamos falar um pouco sobre um desses questionamentos que permeiam muitas cabeças: Em que POSIÇÃO que o bebê deve dormir ? Vamos procurar sanar suas dúvidas e te ajudar a sentir-se mais segura nessa fase de tantos cuidados.

O sono do recém nascido

 

Quando um bebê nasce, dorme muito, e normalmente dorme de 16 até 20 horas diárias. Todo esse sono se divide mais ou menos em períodos de 1 a 4 horas de sono com intervalos de 1 a 2 horas acordado.

Na verdade, ele acorda simplesmente de acordo com a sua necessidade de saciar a fome. Ou ainda quando está com algum desconforto.

Durante o dia, o bebê não exige muito para dormir, pois pode ser até mesmo num ambiente claro e com barulho. Mas claro que precisa de um local adequado, calmo e tranquilo e que lhe seja seguro e aconchegante.

posi%C3%A7%C3%A3o que o beb%C3%AA deve dormir 490x290 Melhores Posições que o bebê deve dormir e ( Cuidados antes do sono)

Já a noite ele dorme basicamente o mesmo tempo que dorme durante o dia. Só que neste período já é necessário que ele tenha um ambiente de total silêncio e escuridão plena.

Mas Em que POSIÇÃO bebê deve dormir?

 

É difícil dizer, porque já existiram vários conceitos, pois uma vez o bebê deveria dormir de lado, para que se caso vomitasse, não acontecesse de se afogar com o próprio vômito.

Depois essa ideia foi substituída pela ideia de que dormir debruço seria a melhor posição, uma vez que não iria se afogar.

Mas, hoje temos a ideia de que o bebê deverá dormir de barriga para cima, uma vez que ele consegue respirar melhor durante o sono. Evita a morte súbita e outros males. Por outro lado, fica a questão do refluxo, caso aconteça, poderá se afogar.

Mas enfim, segundo pesquisas realizadas recentemente, colocar os bebês a dormirem de barriga para cima reduziu em 70% os casos de morte súbita.

Como deve ser o sono do bebê?

 

Bom, para começar o ideal é que o quarto do seu bebê tenha o maior silêncio possível para que ele tenha um sono tranquilo e reparador, especialmente durante a noite. O ideal é que a porta do quarto do bebê esteja fechada, e que nenhum barulho venha a interromper-lhe a tranquilidade.

Bons truques como uma luz vermelha de baixa intensidade na cabeceira da cama, serão muito úteis para não perturbar o descanso da criança durante as mamadas da noite e as trocas de fraldas. Evitando a interrupção na produção de melatonina.

Rotinas são de suma importância para bebê desde os primeiros dias. Isso vale tanto para o sono como para a questão alimentar também.

Como colocar o bebê a dormir

 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o ideal é que o bebê durma de barriguinha para cima. justamente para evitar a síndrome da morte súbita. Então:

  • O ideal é que ele seja colocado de barriguinha para cima e costas bem apoiadas numa superfície mais firme.
  • Jamais use almofadas para escorar o bebê, muito menos queira prendê-lo com cintos.
  • Usar cobertores maiores, no caso do inverno para cobrir o bebê sem prendê-lo, é o ideal. Assim você poderá prender as beiradas por baixo do colchão, deixando-o protegido e com liberdade de movimentos.

É importante saber que a posição de barriga para cima pode diminuir em até 70% da chance Da Síndrome de Morte Súbita. Enquanto que se o bebê for colocado de barriga para baixo ou de lado, as chances desse mal aumentam significativamente.

Síndrome da Morte Súbita

 

Essa Síndrome tem maior ocorrência em bebes de 1 a 7 meses de idade. Mas os cuidados quanto a isso devem permanecer até os 12 meses mais ou menos.

Os bebês que dormem de lado ou de bruço, acabam respirando o mesmo ar que expiram. E isso faz com que respirem gás carbônico mais do que oxigênio, o que pode facilitar a asfixia.

Já é comprovado cientificamente que esses bebês apresentam alterações no tronco cerebral, interferindo negativamente no transporte da serotonina em regiões de controle da respiração, temperatura, cardíaca e das artérias. Isso é uma anomalia que impede o cérebro de qualquer reação quando houver algum problema nesta região.

É importante realçar que esta síndrome acontece com maior frequência no inverno e durante o período noturno. E muitos bebês que tiveram este mal passaram por resfriados, vômitos, tosse, febre ou diarreia.

 

Fatores que aumentam o risco de morte súbita nos bebês

 

É comprovado de que alguns fatores contribuem para os riscos de morte súbita, entre eles:

  • O bebê dormir debruço ou de lado;
  • A exposição da gestante ao cigarro durante a gestação;
  • A exposição do bebê à fumaça após o nascimento;
  • O consumo de álcool e drogas durante a gestação;
  • Nascimento com baixo peso ou prematuro;
  • Falta de aleitamento materno;
  • O uso de colchão ou travesseiro muito mole;
  • A presença de brinquedos, almofadas e outros elementos dentro do berço que possam sufocar;
  • Super aquecimento do bebê – quando muito agasalhado, seu metabolismo fica mais lento; quando colocar a mão dentro da roupa do bebê e este estiver quente, é sinal de que ele não está com frio. Mesmo que as mãos estejam geladas.

Evite

 

A orientação é que os bebês, desde os primeiros dias de vida, já aprendam a dormir na sua própria cama. E nunca na dos pais. Então evite:

  • Deixar a criança dormir na mesma cama que você;
  • Evite colocá-la de lado ou de bruço;
  • Evite colchões macios, pois este deve ser firme;
  • Evite o excesso de roupas e fraldas;
  • Não coloque protetores no berço;
  • Deixe a temperatura do quarto agradável. Se você estiver de roupas leves, estará bom para seu bebê;
  • Evite tudo o que roube o espaço do bebê dentro do berço ou caminha. Nada de travesseiros, edredons, protetores de berço, fraldas, almofadas, brinquedos, bichinhos de pelúcia ou qualquer outro objeto;
  • Evite deixá-lo na sua cama depois da amamentação;
  • Deixe os bracinhos do bebê para fora;
  • Se porventura tiver mais de um bebê, é de suma importância que cada um durma no seu berço.

 

Cuidado para não agasalhar demais

 

Nunca agasalhe demais seu bebê, pois além de super aquecê-lo, ainda poderá dificultar seus movimentos. Isso tudo, com certeza lhe causará um desconforto tremendo, angustiante.

Além do mais, o super aquecimento faz com que o metabolismo da criança fique mais lento, fazendo com que tenha dificuldade de respirar.

Outra coisa, nunca coloque o berço próximo ao ar condicionado, nem perto de janelas abertas ou qualquer outra fonte de calor ou frio que possa lhe causar desconforto.

 

Cuidado com o refluxo

 

É cada vez mais comum os bebês terem o chamado refluxo. E isso acontece, por conta de o aparelho gastrointestinal não estar maduro o suficiente. Também poderá acontecer por dificuldades digestivas, alergia ou até intolerância a algum alimento.

Quando este acontece somente após as mamadas, não existe nenhum problema, se é em pouca quantidade.

No entanto, caso este aconteça repetidas vezes, em maior quantidade e muito tempo depois das mamadas, pode ser preocupante, uma vez que poderá roubar os nutrientes e atrapalhar o desenvolvimento global da criança.

Essas golfadas deverão preocupar quando ocasionam:

  • Mal humor no bebê;
  • Vômitos constantes;
  • Dificuldades na amamentação;
  • O bebê não consegue dormir direito;
  • Tem sua laringe inflamada;
  • Ouvidos constantemente inflamados;
  • Peso aquém do normal.

Sendo assim, é importante a mãe lembrar de que esse bebê após a mamada, deverá ser colocado em pé no colo por uns 30 minutos, até que este arrote, e somente então deverá ser colocado deitado de costas na cama para dormir.

A cabeceira da cama deverá ser elevada um pouco, e adotar o uso de um travesseiro antirrefluxo.

Importante: Em casos em que o bebê com refluxo não fizer um tratamento, chegará ao ponto de não querer mais se alimentar.

 

Bons hábitos para seu bebê dormir

 

Logo nas primeiras semanas de vida, a mãe já consegue detectar alguns sinais que a criança apresenta diante de algumas situações. E aprender quais serão os melhores truques para oferecer uma boa noite de repouso ao seu filho é de fundamental importância:

  • Fique atenta aos sinais de cansaço que o bebê apresenta: olheiras, mexer na orelha, esfregar os olhos…;
  • Ensine a diferença entre dia e noite;
  • Durante o dia pode ter barulho, casa bem iluminada, se ele mamar e dormir o acorde e converse ou cante para ele, brinque….;
  • Durante a noite o máximo de silencio possível e ambiente do quarto bem escuro. Evite gracinhas e brincadeiras e o mínimo de luz possível;
  • Já com 6 a 8 semanas poderá deixá-lo no berço adormecer sozinho. Isso é muito importante para acostumá-lo bem neste ciclo do sono;
  • Acostume a criança a não ter sempre você por perto quando estiver acordada;
  • Aos poucos seu bebê irá criando bons hábitos para dormir bem a noite;

Mas lembre-se de que até os 3 meses de idade, é normal o bebê acordar a noite. E isso poderá se estender até os 5 ou 6 meses de vida. Mas como sua principal função é mamar, a partir daí é mais provável que não acorde tanto.

 

E a insônia

 

Lá por volta dos 6 meses de idade, é comum acontecer de o bebê sofrer com alguns distúrbios do sono. Eles podem variar muito, desde sustos e gritos durante o sono, até a conhecida insônia.

Quando o bebê fica basicamente a noite toda sem dormir, poderá acontecer de estar com insônia. Isso porque o sono simplesmente não aparece.

É complicado, mas a mãe terá que lançar mão de alguns truques para ajudar seu bebê a encontrar novamente seu sono:

  • Amamente seu bebê antes de dormir, para garantir de que ele não acordará com fome;
  • Dê um banho relaxante, pois não tem coisa melhor do que um banho morninho de preferência com chá relaxantes ou gotinhas de essenciais relaxantes como camomila, alfazema, entre outras;
  • Faça com que seu bebê aprenda a dormir sempre no berço;
  • Coloque nele uma roupa leve, solta e sem detalhes como botões e outros;
  • Veja se não é cólica, e peça um remedinho para o pediatra;
  • Coloque uma música suave e relaxante;
  • Pouca ou nenhuma luz no quarto.

Bom aqui estão algumas dicas úteis sobre Posições que o bebê deve dormir. Aproveite!!!!

 

Leia também:
O bebê não Dorme a Noite, Como Ensinar hábitos Corretos

Desenvolvimento do bebê com 11 meses de vida, conheça

Meu Bebê mexia muito Agora Mexe pouco, Porque será

MELHORES POSIÇÕES PARA BEBÊ com gases, com cólica, amamentação e mais

Remédio para Aumentar Leite Materno ( testado e Aprovado )