Remédio para SECAR o Leite Materno ( Nomes e Como tomar )

Bom seria se cada mãe amamentasse seu filho pelo menos até o segundo ano de vida, pois até esse tempo, o alimento materno é considerado de real importância para a criança.

Porém, bem sabemos que essa ideia hoje em dia, está praticamente fora de cogitação, pois muitas mães precisam trabalhar fora e de alguma forma devem interromper a amamentação substituindo esse alimento por outro.


Independente então do motivo que se tenha para parar de amamentar, é preciso que essas mães busquem por um remédio para secar o leite materno sem correr riscos de problemas para sua saúde.

Porque tomar o medicamento?

É bem verdade que muitas mães deixam de amamentar seus filhos até por motivos fúteis, porém, também tem as situações em que a mãe sente-se na obrigação de interromper esse alimento à criança quando por algum motivo ela tenha contraído alguma doença que comprometa a qualidade desse alimento para a criança.


Diante de uma contaminação por vírus, por exemplo, que em nossos dias é tão comum, é imprescindível que a amamentação seja interrompida, mas a Prolactina continua ativa produzindo leite. Sendo assim, a mãe será obrigada a buscar por um medicamento que interrompa essa produção, pois do contrário, os transtornos de saúde serão ainda maiores.

Remédio Dostinex 0,5 mg

O Dostinex 0,5 mg é um dos remédios para secar o leite materno mais conhecidos no mercado e tem a função de inibir a ação da Prolactina impedindo que ela cumpra com sua função na produção desse alimento.

A bem da verdade, esse medicamento age diretamente sobre a glândula Hipófise para impedir que ela produza  a Prolactina e consequentemente também a produção de leite é reduzida.

Substância ativa – cada comprimido de Dostinex contém 0,5 mg de Cabergolina.

Como usar esse medicamento – geralmente a recomendação médica é a ingestão de 0,25 mg (metade de um comprimido) de 12 em 12 horas sempre junto com alguma refeição. O tratamento deverá durar 2 dias e os comprimidos devem ser ingeridos inteiros sem mastigar.

Alguns efeitos adversos do Dostinex – o uso desse medicamento poderá causar:

  • Dores de cabeça
  • Enjoos
  • Tontura
  • Vertigens
  • Dores abdominais
  • Constipação
  • Vômitos
  • Fraqueza
  • Sensação de cansaço
  • Depressão
  • entre outros efeitos

Preço – a embalagem com 2 comprimidos de Dostinex 0,5 mg tem um valor aproximado de R$ 105,00 reais.

Remédio Parlodel Inibidor de Prolactina

Mais um medicamento que tem como principal função inibir a ação da Prolactina e consequentemente diminuir a produção do leite materno. Mais que isso, o medicamento na verdade reduz a produção do hormônio Prolactina que é responsável pela produção do leite materno.

Substância ativa desse medicamento – cada comprimido de Parlodel contém 2,5 mg de Bromocriptina base.

Como usar o medicamento – esse medicamento deve ser ingerido sempre junto com uma refeição e pode ser mastigado. Quanto a dosagem, somente o médico responsável é que tem autoridade para definir, não sem antes analisar com cuidado o quadro clínico da paciente.

Mas em geral, o tratamento começa com doses individuais e bem reduzidas para ir depois aumentando conforme a necessidade.

Efeitos adversos – este é mais um medicamento que pode apresentar uma variedade de efeitos adversos. Vamos a alguns desses efeitos:

  •  Azia
  • Dor no estômago que pode ser persistente
  • Dor de cabeça que pode ser progressiva ou persistente – sintoma considerado grave
  • Rigidez muscular
  • Febre alta
  • Aceleração no ritmo cardíaco
  • Oscilações na pressão sanguínea
  • Vontade súbita de dormir
  • Dificuldades para respirar, insuficiência respiratória
  • Visão embaçada
  • entre outros sintomas
  • Complicações cardíacas
  • Se ocorrer alguns destes sintomas, avise seu médico imediatamente.

Tomar Suplemento de Vitamina B6

A vitamina B6 é também um remédio para secar o leite materno, pois trata-se de um agente regulador dos hormônios. Com isso, ingerir suplemento de vitamina B6 poderá ser de grande ajuda uma vez que o uso dessa vitamina contribuirá com o aumento do Estrogênio que vai inibir a produção do hormônio Prolactina.

Segundo alguns especialistas, a vitamina B6 principal vitamina do grupo B, tem ação muito parecida com outras drogas recomendadas para inibir a ação da Prolactina na produção do leite materno. Mas o melhor de tudo é que a vitamina não causa danos a saúde, desde que não seja usada em excessos.

Então, para as mulheres que decidirem economizar e sofrer menos com os efeitos colaterais para deixarem de produzir leite, poderão fazer uso de suplemento de vitamina B6 ou então aproveitar a vitamina na forma natural que é encontrada em alguns alimentos.

Lembre-se que ingerir suplemento vitamínico é sempre um risco maior de se exceder na dosagem. Além disso, fica melhor unir o útil com o agradável,  aproveitando a vitamina B6 para resolver o problema com a Prolactina e ao mesmo tempo, desfrutar de uma boa alimentação.

Alguns alimentos que poderão prover vitamina B6:

  • Sementes de girassol
  • Ervilhas
  • Pão de trigo integral
  • Gérmen de Trigo
  • Melancia
  • Nozes
  • Abacate
  • Espinafre
  • Batata assada
  • Banana
  • Suco natural de tomate
  • Suco natural de ameixa
  • Salmão cozido
  • Carne de frango assada
  • Anchovas
  • entre outros alimentos.

Dessa forma, a vitamina B6 na quantidade necessária para a saúde do organismo pode ser conseguida através de uma alimentação saudável bem regrada.

Substância ativa do suplemento de vitamina B6 – a substância ativa desse suplemento é a Piridoxina que é multi-funcional.

Como usar o suplemento – essa vitamina deve ser ingerida de acordo com a recomendação médica, mas em geral a recomendação é de 50 a 400 mg por dia.

Preço – a embalagem de vitaminas B6 como suplemento com 30 comprimidos revestidos tem um valor aproximado de R$ 80,00 reais.


Leia também: