Reversão de Vasectomia é possível? Conheça

Facilitando em muito a vida da mulher, hoje já podemos contar com a cirurgia da Vasectomia no homem, o que o impossibilita de ser pai novamente e, com isso, as mulheres não precisam mais fazer a Laqueadura que tantos transtornos oferece.

Mas graças aos avanços da ciência, os homens que um dia decidiram pela Vasectomia e, por algum motivo se arrependem e desejam ser pai novamente, podem fazer a cirurgia da reversão de Vasectomia e é sobre esse assunto que vamos tecer alguns comentários para quem desejar saber mais.




O que é Vasectomia

Denomina-se Vasectomia uma cirurgia simples no homem que interrompe a passagem dos espermatozoides do saco escrotal para o líquido ejaculado. Dessa forma, casais que não desejam mais filhos, podem levar uma vida sexual tranquila, pois não existe risco da concepção.



A cirurgia é feita com anestesia local sem maiores riscos para o homem, muito diferente do que acontece com as mulheres que precisam fazer a Laqueadura.


Nessa cirurgia, é feito um corte na bolsa testicular para interromper a passagem dos espermatozoides pelos canais deferentes. Com essa cirurgia, não existe riscos de o homem se tornar impotente como muita gente acredita, pois o sêmen continua a ser expelido, porém sem os gametas para não acontecer a concepção.

É possível fazer Reversão?

Diferente da Vasectomia, a cirurgia de reversão para que o homem se torne fértil novamente é mais complexa, mas em alguns casos é possível sim ser feita desde que o corte nos canais deferentes não tenha sido muito grande.

Ao contrário da Vasectomia feita com anestesia local, para a cirurgia de reversão o paciente deverá receber uma anestesia geral e se essa cirurgia acontecer ainda pela manhã, no final da tarde, o paciente já poderá voltar para casa.

Qual o preço na rede privada?

Os preços vão varias dos R$ 9 mil a 16 mil nas clínicas privadas, no valor estão inclusos internamento, anestesista e cirurgião, todo o suporte necessário durante o procedimento.

Dá pra Fazer de Graça pelo Sus?

Conseguir realizar uma cirurgia de Reversão de Vasectomia pelo SUS, pode até ser possível, porém devemos entender que existem dados burocráticos que em algumas situações dificultam o procedimento. As dificuldades podem começar pela região onde o interessado na cirurgia reside, pois nem sempre existe um hospital autorizado pelo governo para fazer a cirurgia.

Além disso, não significa que a cirurgia vai resolver a questão para o homem se tornar ou não fértil novamente, existem dados que comprovam de que apenas 60% dos homens que se submetem a esse tipo de cirurgia, de fato se tornam férteis novamente.

E quanto a fila de espera para fazer a cirurgia, essa pode ser bem grande, dependendo da região onde se reside, e nem sempre compensa esperar para ser chamado.



O Pré Operatório

Antes dessa cirurgia ser indicada pelo médico, é feito uma pesquisa para saber se não existe algum problema de infertilidade na mulher, pois se acaso essas pesquisas forem positivas, melhor será optar por tipo de tratamento.

Sem problema algum com a mulher, é requisitado outros exames pelo médico muito comuns para o pré-cirúrgico. Nesse caso, um Hemograma completo e um Espermograma estão entre os exames pedidos.

A cirurgia é feita para reconectar as duas partes do canais deferentes que na Vasectomia foram separadas. Para isso, é feito uma microcirurgia com uma pequena incisão no saco escrotal em torno de 3 a 5 cm.

As pontas dos canais deferentes são então localizadas e preparadas para que haja a religação. Essa religação é feita com uma costura (sutura) unindo as duas partes com o uso de fios muito finos, tanto que para o trabalho é necessário o uso de um microscópio.

No final, o saco escrotal é costurado novamente e o processo de reversão da Vasectomia estará resolvido.

O Pós Operatório

Já adiantamos acima de que a cirurgia para a reversão para que o homem se torne hábil a ser pai novamente, quando feita pela manhã pode favorecer para que o paciente receba alta ainda no mesmo dia, o que já é bem vantajoso.

Após a cirurgia, como todo procedimento cirúrgico, é preciso que o paciente atente para alguns cuidados, o que vai favorecer para um restabelecimento rápido para a volta às atividades normais no seu dia a dia.

Com respeito aos cuidados pós-operatório, a recuperação quando não ocorre nenhuma irregularidade, demora aproximadamente 10 dias quando o paciente precisa guardar repouso absoluto, especialmente nos primeiros 3 dias após a cirurgia.

Além disso, com respeito a vida sexual, é preciso abster-se do sexo por pelo menos 45 dias, período em que não deve haver ejaculação, pois é o tempo mínimo necessário para que ocorra a cicatrização da sutura nos canais deferentes.

Todo cuidado é necessário para evitar possíveis traumas e o fracasso na cirurgia, além de complicações com possíveis inflamações no órgão reprodutor masculino.

Para vencer esse período de recuperação, muito que provavelmente o médico irá recomendar algum tipo de medicamento com ação anestésica ou antibiótica para evitar possíveis infecções.

Chances para que o homem torne a ser pai novamente

Em geral, quando a cirurgia de reversão de Vasectomia acontece sem maiores complicações, as chances para que o homem engravide a esposa são iguais aos homens normais. Porém, é preciso levar em conta o tempo em que o indivíduo passou sem que os espermas pudessem agir.

O tempo de inatividade dos espermas, pode causar algum tipo de anomalia e, por isso, o período passado entre a vasectomia e a sua reversão pode sim influenciar de alguma maneira nas chances de o indivíduo voltar a ser pai.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Reversão de Vasectomia é possível? Conheça



Leia também: