Como CUIDAR DAS ASSADURAS DO BEBÊ (Pomadas, fralda indicada)

Bom, hoje vamos tratar de um assunto que deixa as mães bastante preocupadas. Vamos saber Como CUIDAR DAS ASSADURAS DO BEBÊ, para que ele esteja protegido e não sinta todo o desconforto que essas oferecem a sua pele tão delicada.

A primeira coisa que uma mãe precisa saber, especialmente se for de primeira viagem,  é que as assaduras são bastante comuns nos bebês, pois eles tem a pele muito fina e sensível, e qualquer coisa poderá irritá-la.




As assaduras podem surgir por conta da fralda, o costume de usar lenços umedecidos,  deixar muito tempo sem trocar, diarréias e febres intestinais,  enfim, qualquer descuido, são vários os fatores que podem agredir a pele do bebê.

E não é uma questão de carinho e amor, pois isso toda mãe tem de sobra para seu filho, mas essa questão de pele irritada sempre poderá acontecer.




O que poderá acontecer se não tratar assaduras em bebês?

As assaduras parecem coisa simples, mas não é não. Geralmente elas aparecem nas dobrinhas das coxas, nas virilhas, próximo ao ânus, nas genitálias, sendo que as vezes essas áreas aparecem úmidas, vezes ressecadas. acontece também de aparecerem pequenas brotoejas.

Uma assadura comum, leva em média até 2 dias para melhorar, se você tratar com pomadas comuns como citaremos abaixo. Caso não sare você deverá consultar o pediatra sem demora.

Caso as assaduras não sejam devidamente tratadas, podem se transformar em algo grave como infecções bacterianas, micoses e candidíase.

Infecções bacterianas

Provocam o surgimento de placas amareladas e espinhas, podendo causar febre.

Micoses por cândida

surgem pequenos pontinhos vermelhos aumentando até chegar a uma placa avermelhada. Isso acontece normalmente em bebês que estão fazendo tratamento com antibióticos, pois este mata as bactéias que controlam os fungos.

O que é, e o que pode causar a assadura ou dermatite?

Bom, a assadura, eritema ou dermatite podemos dizer que é uma alteração da derme causada pelo uso de fraldas, os lencinhos umedecidos ou ainda o contato direto com as fezes e urina por muito tempo e porque não dizer, que até por algum componente da fralda pode se originar a assadura.

A pele que fica em contato com a fralda como nádegas, virilhas, parte genital, a região superior das coxas e o abdômem inferior, estão sujeitas a assaduras sim.

Como identificar se é assadura?

Quando o bebê está com assaduras, geralmente fica muito irritado e choroso. E a mãe deve ficar atenta em verificar o que acontece, e um dos incômodos está nas assaduras.

Geralmente a pele afetada fica avermelhada, causa dor e coceira, e pode acontecer de chegar a casos mais graves onde aparecem até bolhas sobre a pele. Esse problema acontece normalmente em crianças de até 2 anos de idade, depois disso, com menor possibilidade.

Quando o bebê chega na fase em que ele começa a comer outros alimentos além de mamar, as assaduras podem ser mais frequentes, uma vez que a acidez dos alimentos acabam irritando a pele.

Porque o bebê fica com assaduras?

As assaduras podem ser mais frequentes ainda no verão devido a alta temperatura. E a fralda acaba aquecendo ainda mais a região, e junto com a umidade e o contato da pele com a urina e as fezes, complica ainda mais.

Quando é muito quente, ou a criança fica durante muito tempo com a mesma fralda suja, isso favorece a ação de bactérias e fungos que aceleram ainda mais o processo de infecção da pele.

Qual é a melhor maneira de  prevenir as assaduras em bebês?

Para evitar que as assaduras aconteçam, a troca de fralda é a única saída, e isso deve acontecer toda a vez que a criança faça xixi ou cocô.

Especialmente as meninas tem muita facilidade de adquirir infecções devido a proliferação de fungos favorecidos pelo acúmulo de xixi durante muito tempo.

Outro fator importantíssimo é que ao limpar o bebê, deverá ser usada a água corrente ou se não houver possibilidade, com um algodão embebido em água.

Promover  a respiração da pele é de suma importância no tratamento das assaduras, então será de grande importância deixar seu bebê sem fraldas durante algumas horas do dia.

Você mãe deve tomar o cuidado também de usar a fralda no tamanho adequado para seu bebê, e nunca use fraldas muito apertadas.

Conserve as regiões sujeitas a assaduras sempre bem sequinhas para evitar que piore o quadro.

Importante: Lembre-se de que as assaduras em bebê não aparecem somente onde tem contato com as fraldas, pois poderão aparecer em outras regiões onde tem dobrinhas como nas pernas, bracinhos, pescoço entre outros.

Como trocar fralda e higienização de menino e menina?

Será que existe diferença para trocar a fralda de menino e menina? Se falarmos da higienização, tanto para meninas como para meninos é basicamente igual.

Trocar fralda de meninas

Comece soltando o adesivo que prende a fralda dobrando-as sobre si mesmas para evitar que grude na pele do bebê e fira.

Depois:

  • Se o bebê fizer apenas xixi, faça a higienização com algodão e água morna em movimento de frente para trás. Isso para evitar que as bactérias das fezes contamine o trato urinário
  • Tome o cuidado de abrir bem os lábios vaginais para retirar toda a sujeira ali acumulada
  • Se o bebê fizer cocô, o correto é que você lave toda a região com bastante água e sabão
  • Depois de higienizado é hora de passar um creme contra assaduras que seja indicado pelo pediatra
  • Coloque a fralda e passe o dedo entre os elásticos e a perninha para ver se não está muito apertada

Trocar fraldas de meninos

Tendo a uretra mais longa e mais distante do ânus, os meninos acabam tendo certa vantagem em relação as meninas.

Além disso trazem o prepúcio que é aquela pele que protege o pipi da urina e das fezes.

Mas, a higienização na troca de fralda, não muda em nada em relação as meninas, pois deve ser também com:

  • Algodão e água morna de frente para trás num movimento único
  • Porém não há necessidade de puxar o prepúcio para limpar

Qual é a fralda ideal para seu bebê e evitar assaduras?

Difícil dizer qual será a melhor, pois enquanto uma marca pode ser ótima para uma criança, para a outra poderá ser um terror.

Então, só será descoberta a fralda ideal quando você testar. Mas uma coisa podemos dizer, busque pelas marcas que oferecem maior absorção e maior capacidade de ventilação.

Outro ponto imprescindìvel para o total conforto do seu bebê é acertar no tamanho ideal para ele, ok?

Quantas fraldas o bebê usa por dia em média?

Fralda é o que não pode faltar nunca numa casa onde se tem bebê. E agora vamos te deixar uma dica de quantas fraldas em média por tammanho, seu bebê vai usar por dia, isso claro, sem contar os imprevistos:

Tamanho RN(até 3,5 kg)

Esse é o tamanho menos usado, e alguns bebês já nascem tão grandes que nem chegam a usar esse tamanho de fralda. Mas 1 ou 2 pacotes será mais do que suficiente para essa fase.

Tamanho P( até 5 kg)

Nessa fase a criança exige mais trocas de fraldas por dia, em média 8 trocas, o que resultará em 240 fraldas no mês. É de fundamental importância deixar o bebê sempre sequinho.

Tamanho M ( de 5 a 9 kg)

Nessa fase em que o bebê já terá mais ou menos 3 meses de vida, as trocas serão menos frequentes e em média de 6 por dia. Uma média de 180 fraldas mensais.

Tamanho G ( de 9 a 12 kg)

Em torno dos 9 meses de idade, o bebê precisará de mais ou menos 5 trocas por dia, resultando em 150 fraldas no mês.

Tamanho EG (acima de 12 kg)

Agora provavelmente completando e passando do seu primeiro ano de vida, o bebê ainda terá a necessidade de umas 5 fraldas por dia.

Obs.: É importante ter a consciência de escolher qual será a melhor fralda para seu bebê, pois existem muitas marcas e nem todas dão certo, sendo que algumas favorecem as assaduras e desconforto.

Outro fator importante é que você deverá usar fraldas diurnas para o dia e noturnas para a noite.

O que fazer se o bebê está assado?

E se você fez tudo para evitar que seu bebê ficasse assado, e mesmo assim aconteceu, você precisará intensificar alguns cuidados como:

  • Aumente as trocas de fraldas, evitando que ele fique molhado
  • Quanto mais tempo você puder deixar seu bebê sem fraldas durante o dia, melhor será a recuperação da pele
  • Outra atitude super válida para ajudar a aliviar o desconforto das assaduras e ajudar na cicatrização, é deixar o bebê tomar alguns minutos desol nos horários corretos, na região afetada
  • Use pomadas específicas para assaduras em bebês, mas não use produtos desconhecidos para evitar problemas
  • Se acontecer de as assaduras ficarem muito graves, muitas vezes poderá ser preciso usar pomadas antifúngicas ou antibióticas
  • Mas em casos graves, o melhor mesmo antes de tudo é consultar um pediatra que indicará o que será necessário fazer para contornar a situação

Pomadas para ter Como CUIDAR DAS ASSADURAS DO BEBÊ

As pomadas indicadas para combater e prevenir as assaduras geralmente trazem em sua composição elementos como óxido de zinco.

existem hoje no mercado muitas marcas que prometem eficiência. Entre tantas podemos citar algumas como:

Bepantol Baby – que traz textura de fácil aplicação, é transparente e muito fácil de ser removida. Além de tudo tem alto poder de regeneração  e cicatrização da pele. Apesar de não ser tão barata, é uma pomada que compensa.

Hipoglós – Também bastante eficiciente trazendo apenas o inconveniente de ser de difícil aplicação e dífícil remoção. Poderia ter uma textura mais favorável nesse sentido.

Dermodex Prevent – Tem um cheirinho muito agradável e pode ser considerada ainda mais eficiente do que a Hipoglós, mas também traz o incoveniente de dífícil remoção.

Calêndula BabyCreme da Weleda – De ótima aplicação e bom rendimento e com um cheirinho bastante agradável. Tem um poder de tratamento mais tênue do que outras.

Nistatina + Óxido de zinco – Essa é uma versão genérica da Dermodex e traz excelentes resultados para o tratamento de assaduras. No entanto, traz ação antibiótica e portanto não é aconselhada usar todos os dias, mas somente em situações pontuais.

Importante: NÃO use pomadas com corticóide para combater as assaduras do seu bebê, a menos que seja necessário, e isso com a autorização do médico.

Receitinhas caseiras para evitar as assaduras no bebê

Apesar de que é preciso tomar muito cuidado com receitas caseiras, pois como sabemos, algumas são bastante prejudiciais, aqui vamos deixar algumas que não prejudicam, e aliás, só irão te ajudar.

Talco para assaduras do bebê

Os ingredientes desse talco ajudam a refrescar a pele e aliviar através de suas propriedades calmantes e anti inflamatórias e antissépticas.

Você vai precisar de:

  • 3 colheres de sopa de amido de milho
  • 3 gotas de óleo essencial de camomila
  • 5 gotas de tintura de própolis

Como fazer:

Coloque a maizena num prato e os outros ingredientes num vaporizador pequeno. Vaporize sobre a maizena cuidando para que ela não embole. Deixe secar a sombra, guarde em vidro fechado e então poderá usar sempre que precisar.

Importante: Evite usar talcos, pois eles acabam ressecando a pele do bebê, o que não será nada agradável.

Quando tirar a fralda do seu bebê

Toda mãe sonha com o dia em que seu bebê não precisará mais usar a fralda, isso pela economia, mas especialmente porque ele vai ter mais liberdade e também o autodomínio sobre sua esfíncter.

Mas como cada crinaça tem um amadurecimento diferente, não existe uma idade determinada para tirar as fraldas. Certo?

 







Leia também: