4 formas de Como tirar as casquinhas da cabeça do bebê sem machucar

 

Hoje vamos falar sobre o que você precisa saber sobre como tirar as casquinhas da cabeça do bebê e certamente pode evitar alguns constrangimentos, pois apesar de ser algo aparentemente normal nos bebês, sempre tem aquelas pessoas que olham a criança com outros olhos, acreditando que a culpa é da mãe que não sabe cuidar com sua higiene.

Essas casquinhas que aparecem na cabeça da criança causando descamação, é um problema que até incomoda, porém não é causa de preocupações, e em geral, depois de alguns meses, a tendência é que elas desapareçam naturalmente.

Leia: Aprenda o que fazer quando o bebê chora bastante

Mas para as mães que se preocupam com o bebê e querem que ele seja amado por todos, existem algumas soluções para diminuir a intensidade do problema. Por isso, se a mãe proceder corretamente no momento de dar o banho na criança, pode-se conseguir bons resultados sem muita dificuldade.

como tirar casquinhas da cabeca do bebe

 

Crosta Láctea, o que é

 

 

Crosta Láctea é uma espécie de crosta ou descamação que pode surgir no couro cabeludo de um bebê, poucos dias depois de seu nascimento. Por vezes, esse probleminha pode vir acompanhado de um vermelhidão leve ou mesmo alguma irritação na pele da cabeça da criança.

Essa condição por vezes é confundida com a caspa ou eczema. Por isso, assim que surgir algo estranho na cabeça do bebê, busque pela orientação do pediatra e tire suas dúvidas sobre o que de fato está acontecendo.

Nessa hora, lembre-se que costumeiramente, a crosta láctea não apresenta coceira, o que é diferente quando se trata de um eczema. Além disso, ela também não vai deixar marcas na cabeça da criança.

Por vezes ainda, a crosta láctea pode surgir mais tarde, quando o bebê já tem alguns meses ou ainda quando já é mais velho. Ademais, na grande maioria dos casos, esse problema desaparece naturalmente depois de alguns meses.

Já em outras situações, esse problema pode se alongar por mais tempo e, nesse caso, será necessário fazer um tratamento com produtos específicos como, por exemplo um xampu para que o problema seja resolvido.

 

Áreas do corpinho do bebê mais afetadas

 

 

Além da cabeça, a crosta láctea pode aparecer no rosto, nas orelhas, nas pálpebras, no nariz e na região da virilha do bebê. Porém, não é preciso esquentar a cabeça, pois o problema não é contagioso e geralmente a criança não sente nenhum desconforto com esse problema.

Apesar de não ser provocado pela falta de uma higienização correta, uma boa ideia é prevenir o problema e para isso, o conselho é lavar a cabeça da criança com intervalo de alguns dias e sempre com um xampu mais específico.

No momento do banho, massageie com cuidado, tanto o couro cabeludo da criança como as outras áreas onde a crosta láctea pode aparecer.

 

O que usar na hora do banho?

 

 

O tratamento para as casquinhas em geral deve ser feito levando em consideração tomando cuidados básicos de higiene, sempre lavando a pele com o shampoo mais indicado e utilizando óleos e produtos específicos para hidratar a pele e consequentemente evitar a entrada de certos tipos de fungos que posteriormente podem causar alguma inflamação da pele.

Antes ainda de iniciar o banho da criança, providencie uma pequena porção de algodão embebida em óleo vegetal e passe sobre sua cabecinha e demais áreas do corpo afetadas pelo problema e deixe agir por alguns minutos.

Depois disso, passe uma escova macia sobre sua cabeça e um chumaço de algodão nas demais áreas do corpo para retirar a descamação e, depois disso, banhe a criança como de costume.

 

Óleo de amêndoa

 

 

Sabemos que as amêndoas em estado natural contêm muitos nutrientes necessários para a saúde, e por conta disso, ao usarmos o óleo de amêndoa no couro cabeludo da criança, esse vai hidratar melhor o couro e com isso, eliminar em grande parte a casca em sua cabeça.

Aplique o óleo de amêndoa sobre a cabeça da criança e demais áreas do corpo onde existem as crostas e deixe agir por alguns instantes. Depois disso, retire o óleo, quando a crosta láctea já estiver amolecido.

Procure fazer esse tratamento pouco antes da hora do banho. Dessa forma, ficará ainda mais fácil lidar com a crosta que se soltará com maior facilidade.

Se acaso o problema com a crosta láctea for mais intenso, aplique o óleo de amêndoa nas partes do corpo afetadas no período da noite e deixe agir por toda a noite. No dia seguinte, dê um banho na criança logo pela manhã.

Leia: Como fazer papinha de bebê bem gostosa

 

Penteados

 

 

Se a mãe usar uma escova macia poderá retirar grande parte dessa casquinha, mas isso deve ser feito antes do banho, com a cabeça da criança ainda seca.

Mas atenção, no momento de pentear o cabelo da criança, cuide para fazer o penteado sempre no sentido do crescimento do cabelo, nunca no sentido inverso.

 

Shampoo Recém Nascido Mustela

 

 

Para as mães que desejam saber como tirar as casquinhas da cabeça do bebê o shampoo Mustela Espuma Recém-Nascido é uma ótima opção para prevenir ou combater a crosta-láctea das crianças.

Esse shampoo oferece muitas vantagens inclusive para a pele do bebê. Preparado com componentes naturais não arde nos olhos e ainda deixa a criança com um perfume bem agradável.

Como usar esse shampoo – molhe os cabelos do bebê com água morna e então aplique o shampoo fazendo leves massagens sobre a cabeça da criança. Deixe agir por 2 ou 3 minutos e, em seguida enxague com cuidado.

 

Óleo Mineral

 

Antes de dar banho no bebê pegue um pouquinho de algodão e molhe no óleo mineral (comprado em farmácias) e passe na região das casquinhas.

 

Banho

 

 

Na hora do banho, isso depois de pentear a criança, um xampu adequado para o cabelo da criança também vai contribuir para que o problema pelo menos se torne menos intenso.

Confira ainda: Alimentos que aumentam o leite materno

 

Cuidados

 

 

É importante ter o cuidado de manter a cabecinha do bebê sempre seca, pois a umidade e o calor podem estimular as glândulas sebáceas e aumentar o problema.

Por precaução, evite as roupas com tecidos sintéticos para a criança, essas não permitem que a pele transpire aumentando o calor também na cabeça.

 

Casos mais graves

 

 

Se acaso essas casquinhas aumentarem e se espalharem para outras áreas do corpo como pescoço e mesmo o rosto, melhor é buscar por ajuda médica, preocupe-se também com manchas vermelhas ou erupções cutâneas, estas precisam ser analisadas pelo médico.

Alguns motivos podem ser bactérias, ou fungos, então além de usar os produtos citados acima é necessário observar onde o bebê está sempre deitadinho e ver se não tem algo de anormal por ali.

Lembre-se de deixar o ambiente de descanso da criança bem arejado e com possibilidade de entrar a luz solar para evitar possíveis infestações por micro-organismos. Além disso, tenha uma atenção especial com as roupas de cama do bebê como também suas roupinhas de vestir adequando-as ao clima de cada momento.

 

Cremes antifúngicos em alguns casos

 

 

Em alguns casos mais incomuns, pode ocorrer algum princípio de infecção nas áreas onde se encontram as crostas lácteas. Nesse caso, o médico pediatra deverá ser visitado para recomendar um medicamento com ação anti-fúngica.

Entre as opções em antifúngicos que o pediatra poderá recomendar podemos citar o Desonol creme dermatológico que é ideal para tratar de lesões na pele que sejam sensíveis aos corticosteroides.

Substância ativa nesse medicamento – cada grama do creme dermatológico contém 0,5 mg de Desonida.

Como usar esse medicamento -aplique uma fina camada do creme sobre a área da pele do bebê que se encontra afetada. As aplicações devem ser feitas 1 vez ao dia até que o problema seja resolvido.

 

Quando o antibiótico é necessário?

 

 

O uso de um antibiótico poderá ser recomendado para a criança sempre que surgir alguma complicação por conta da crosta láctea. Como já adiantamos, esse é um problema que geralmente não preocupa, mas sempre pode existir algumas exceções.

Por isso, para você que deseja saber como tirar as casquinhas da cabeça do bebê, é importante saber que as vezes, se as crostas na cabeça ou no corpo da criança são maiores e apresentam um vermelhidão mais preocupante, melhor será buscar por ajuda médica rapidamente.

Ao avaliar o quadro clínico da criança, o pediatra poderá recomendar se necessário um antibiótico específico que precisará ser administrado com consciência.